Crème Brûlée de Lavanda


Sobremesas. Adoro fazer sobremesas! De uma maneira geral, a cozinha é uma paixão que me acompanha desde sempre e gosto muito de experimentar novos ingredientes, novos sabores, novas texturas, tanto em pratos doces como salgados. Mas é a fazer doces que eu me sinto como um peixe dentro de água. E há aquelas sobremesas que me acompanham desde a infância, que me fazem viajar no tempo e cujo sabor eu nunca esqueço. Como é o caso do arroz doce que eu via a minha mãe tão bem fazer. E se queriam ver uma criança marota com um sorriso rasgado de orelha a orelha, então era dar-me o tacho onde o arroz acabava de cozer, que eu rapava com deliciado prazer, os restos ali propositadamente deixados. E enquanto me lambuzava, já se sentia no ar o cheiro da canela que a mãe preparava para desenhar pequenos losangos, nos pratinhos que arrefeciam, à espera de serem devorados. Hoje continua a ser a minha sobremesa preferida.
Com o passar dos anos fui provando outros sabores e experimentando sobremesas novas. Uma delas, que me conquistou de imediato, é o crème brûlée, uma sobremesa de origem francesa, feita com ovos, natas e açúcar e originalmente aromatizada com baunilha. Gosto do contraste de texturas entre o creme suave e o crocante do caramelo que se forma à superfície, que adoro partir com as costas de uma colher.



Já havia experimentado algumas receitas, mas foi neste livro que encontrei a receita que me conquistou. E desde então é a receita que faço sempre que me apetece um créme brûléé. O original, aromatizado com a baunilha, é realmente de bradar aos céus, mas tal como a Rachel sugere, este creme pode ser aromatizado com outros sabores, como a lavanda, a laranja, o limão, a canela, o gengibre e até mesmo o açafrão. Como o sabor da lavanda me agrada, gosto de o experimentar nas sobremesas. Não poderia ficar mais satisfeito, é uma sobremesa que deve ser saboreada devagar, comida sem pressas e perfeita para terminar com requinte uma refeição. Paraíso é a palavra que eu encontro para descrever o que sinto, quando saboreio este crème brûlée!


Crème Brûlée de Lavanda
(receita adaptada do livro The Little Paris Kitchen)

Ingredientes:
| 300 ml de natas
| 200 ml de leite
| 1 c. (sopa) de flores de lavanda
| 6 gemas de ovo
| 100 g de açúcar em pó
| 50 g de açúcar mascavado

Preparação Tradicional:
Leve um tacho ao lume médio com as natas e o leite. Deixe ferver, desligue o lume e reserve.
Junte as flores de lavanda ao leite e às natas e deixe infundir por 15 minutos.
Bata as gemas com o açúcar em pó durante alguns minutos, até obter um creme leve, fofo e esbranquiçado.
Aos poucos, vá coando com um passador de rede fina, o preparado de leite e natas, adicionado-o ao preparado de gemas. Bata continuamente, mas de forma suave, para não criar demasiadas bolhas de ar.
Pré-aqueça o forno a 110ºC.
Divida o creme por ramequins ou pequenas taças que possam ir ao forno e coloque-as num tabuleiro.
Adicione água fria no tabuleiro, até atingir metade da altura dos ramequins.
Leve ao forno cerca de 50 minutos.
Retire do forno e deixe arrefecer completamente à temperatura ambiente.
Leve ao frigorífico durante pelo menos 4 horas (o ideal será fazer de véspera).
Na hora de servir, polvilhe com o açúcar mascavado e queime com um maçarico, formando o brûlée.
Decore com flores de lavanda.

Preparação Thermomix - Bimby:
No copo coloque as natas e o leite e programe (5min/90ºC/vel3).
Adicone o açúcar em pó e as flores de lavanda e programe (2 min/90ºC/vel2).
Retire o copo da base e deixe arrefecer cerca de 15 minutos.
Passado esse tempo, coe o preparado de leite e natas com um passador de rede fina e volte a colocar no copo.
Programe (1 min/vel2) e deite as gemas em fio, através do bocal.
Pré-aqueça o forno a 110ºC.
Divida o creme por ramequins ou pequenas taças que possam ir ao forno e coloque-as num tabuleiro.
Adicione água fria no tabuleiro, até atingir metade da altura dos ramequins.
Leve ao forno cerca de 50 minutos.
Retire do forno e deixe arrefecer completamente à temperatura ambiente.
Leve ao frigorífico durante pelo menos 4 horas (o ideal será fazer de véspera).
Na hora de servir, polvilhe com o açúcar mascavado e queime com um maçarico, formando o brûlée.
Decore com flores de lavanda (opcional).

22 comentários:

  1. Adoro crèmes brulée, leites cremes e acima de tudo custards. Já há uns tempos que os aromatizo também com lavanda, fica um sabor tão delicado, tão requintado, suave, mesmo a lembrar a Primavera, e bem mais fresco que com baunilha. Bonitas fotos, como de costume!
    http://bloglairdutemps.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Também gosto da Rachel e adoro creme brulée, crema catalana, leite creme, todas as versões :) Tem um aspeto magnífico e a lavanda de que falávamos. Tenho que experimentar aromatizar assim.
    Beijinho. Susana
    http://paparocadeliciosa.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Uma excelente e perfumada sugestão, Célio!
    Acredito que tenha ficado delicioso... e as fotos inebriantes! ;)
    Beijinhos
    Paula

    ResponderEliminar
  4. Pois eu também era assim, sempre que a minha mãe fazia um doce no tacho eu esperava ansiosamente que ela terminasse para eu poder rapar o tacho. Ainda hoje adoro fazê-lo! Numa usei lavanda. Mas depois de olhar para esse creme que me parece super cremoso, estou tentada a experimentar!

    ResponderEliminar
  5. Bom dia Célio. As sobremesas dos tempos de criança, tão simples e tão saborosas feitas pelas mãos de nossas mães, nos marcam profundamente e nos remete a tempos tão bons, de traquinices e risadas. Essas ficam sempre marcadas, e geralmente são nossas preferidas. Arroz doce a mim, é uma delas. Crème brûlée é outra sobremesa dos tempos modernos que muito aprecio. Adorei essa versão com lavanda, além, claro, como sempre uma linda apresentação. Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Este creme é uma delicia e o teu ficou mais do que perfeito! o açúcar queimado até me faz agua na boca :)
    -
    Diogo Marques
    Blog: A culpa é das bolachas! | Facebook | Instagram
    -

    ResponderEliminar
  7. Adorei a cor ficou bem amerelinho
    O aspecto esta bem delicioso
    bj

    ResponderEliminar
  8. Que aspeto magnifico!!! Deve ser delicioso...
    Beijinho

    Recanto com Tempero
    http://recantocomtempero.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Que deliciosa tentação. Fotos lindíssimas, como sempre :)

    Parabéns Célio.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Uma ideia fantástica! A ideia de perfumar o Crème com lavanda é genial.

    http://pequenosprazeres-pl.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  11. Que vontade me deu de comer um crème brûlée destes!! Que delícia. Ficou com uma cor linda e esse caramelo dá mesmo vontade de meter a colher.
    Estou a babar...

    ResponderEliminar
  12. Olá Célio,

    arroz doce, nem me falas que está aí a chegar a Páscoa e eu já estou a pensar nas panelas e nas colheres de pão na minha língua e dedo, sim porque eu passo o dedo na panela!!!
    Adoro crème brulée, e já fiz com abóbora e alfazema, é uma sobremesa que adoro claro que o topo estaladiço é uma perdição.
    O teu tem uma cor tão linda e gulosa, que bom.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Célio, gosto imenso de arroz doce, mas o creme brulée ultimamente também me tem conquistado. Tal como tu também já fiz várias receitas da Rachel, inclusive esta mas o tradicional brûlée com baunilha. Este com alfazema acredito que tenha ficado igualmente delicioso. Adoro quebrar a parte estaladiça com a colher e saborear cada colherada em modo lento :)

    Parabéns pela sugestão.

    Beijinho
    Ana

    ResponderEliminar
  14. Bela receita!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Bom dia Célio,
    Pois eu também sou louca por créme brûlée, aliás, é a minha sobremesa favorita preferida e tenho esta: http://uktv.co.uk/food/recipe/aid/636721
    receita de créme brûlée de alfazema aqui publicada há anos e nunca a repliquei para o blogue, o que tenho de fazer um dia destes, pois é uma verdadeira maravilha.
    O teu ficou um encanto, as fotos maravilhosas e sendo da rachel, só pode ser divina mesmo.
    Um beijinho,
    Lia.

    ResponderEliminar
  16. Gostei desse creme brulle. Já comia uma tacinha.

    Beijinhos,
    Clarinha

    receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2015/03/lasanha-de-beringela-e-carne-com.html

    ResponderEliminar
  17. Também tenho essa receita marcada mas ainda não a fiz! Adoro crime brûlée!
    Está tão bonito :)
    Imagino que a lavanda deixe um sabor incrível!
    Adoro a cor, está bem amarelinho! Perfeito!
    As fotos estão lindas!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  18. Fiquei encantada com esta receita da Rachel que reproduziste. Partilhamos ambos a paixão por arroz doce e por crème brûlée. Este teu de lavanda deve ter ficado fenomenal, a avaliar pelas fotos sublimes. Aposto que também te consolaste a rapar o tacho!
    Beijinhos
    Patrícia (foodwithameaning)

    ResponderEliminar
  19. Também adoro fazer sobremesas....e o arroz doce é daquelas coisas que mais me dá prazer de fazer. Esta versão do crème brulée com lavanda deve ser qualquer coisa de maravilhoso :P
    Está encantador ♥
    Bjinho grande

    ResponderEliminar
  20. Queimar o açúcar e partir a crosta são as coisas mais divertidas de sempre :P Eu já fiz uma vez, e ficou tão cremooooso :D
    Também gosto de fazer sobremesas, agora não as como mas cozinho na mesma haha :D
    Essas tuas fotos estão maravilhosas, quero :)

    ResponderEliminar
  21. Olá Célio,
    enquanto te ia lendo, fiquei com uma enorme vontade de fazer arroz doce e rapar a panela ainda quente!
    O arroz doce é das minhas sobremesas favoritas pelas memórias e pelo conforto, acho eu.
    E claro, adoro creme brulée, é tão bom e cremoso. Ficaram lindas as fotos!
    Ainda não experimentei este da Rachel nem com lavanda, mas deve ficar maravilhoso.
    E a crosta, o quebrar da crosta, é a minha parte favorita! Um beijinho.

    ResponderEliminar