Mini Quiches de Cogumelos


Estamos em contagem decrescente para o Natal e a pouco mais de um mês para o ano chegar ao fim. Sinceramente não tenho dado conta de o tempo passar. E se ainda há um mês atrás as temperaturas rondavam os 30ºC, o tempo quente convidava a vestir roupas leves e a passear à beira mar, de repente o tempo frio instalou-se, já nem ousamos sair de casa sem um casaco, as ruas já se encontram decoradas para receber a quadra festiva e em toda a parte já se ouvem as músicas de Natal. O trabalho, a azáfama de querer chegar a todo o lado, a correria do dia-a-dia e o pouco tempo livre que tenho para dedicar a mim próprio, à família e aos amigos faz com que eu não note o calendário a avançar. 

Por outro lado estou ansioso para que cheguem esses dias de festa. É necessário abrandar, fazer uma pausa e passar algum tempo de qualidade em família. Matar saudades, meter a conversa em dia e aproveitar aqueles pequenos momentos aos quais por vezes não damos tanta importância. Há a necessidade de carregar baterias e planear minuciosamente o novo ano que se aproxima. Traçar novas  metas e objectivos, deixar para trás aquelas coisas sem importância com as quais às vezes nos aborrecemos desnecessariamente e dar valor ao que realmente importa, ao que nos faz felizes. Encontrar um equilíbrio que nos permita viver cada dia em plenitude. Porque só dessa forma o tempo poderá ser aproveitado e bem gerido e assim daremos mais valor a vida.


Com o tempo a passar depressa e no meio de tantos afazeres, também o blog acaba por andar um pouco a passo de tartaruga. A frequência de publicações aqui não é nem de longe a que eu gostaria que fosse.  São tantas as receitas que gostava de experimentar. Vou fazendo o que posso e quando posso, mas será sempre um prazer vir aqui partilhar as minhas sugestões, as receitas que eu experimento e que me dão prazer a cozinhar. 

Estas mini quiches, bem outonais, já vêm com alguns dias de atraso. Foi uma receita especial que preparei para acompanhar o artigo do mês de Outubro, que desenvolvi em colaboração com o site Alegro. Escrevi o artigo alguns dias depois de as aulas terem começado. Neste artigo, que podem ler na íntegra aqui, falo dos lanches para o regresso às aulas, da importância na escolha dos ingredientes e na sensibilização de uma alimentação mais cuidada e equilibrada. Estas mini quiches foram preparadas com farinhas integrais e ingredientes naturais o que as torna uma opção mais saudável para colocar na marmita dos lanches dos mais pequenos.


(artigo mensal escrito em colaboração com o site Alegro)

Lanches Para o Regresso às Aulas

É tempo de os miúdos regressarem à escola. Chega a altura de aprender novas matérias e de fazer novos amigos. Cadernos forrados, livros prontos e mochila arrumada, sem esquecer, claro, os lanches para o recreio. Esta é a parte que compete aos pais, a organização e preparação de lanches e marmitas equilibrados e nutritivos, mas ao mesmo tempo fáceis de preparar e acima de tudo que agradem às crianças. Uma tarefa que muitas vezes se pode tornar num grande desafio.

Na preparação de lanches e marmitas para os mais pequenos é fácil, muitas vezes, cair em tentação quando, ou por falta de tempo ou mesmo por desconhecimento, vamos às compras ao supermercado e acabamos por comprar alimentos processados, com elevados níveis de açúcar e gordura. Batatas fritas, barras de chocolate e refrigerantes são acessíveis a qualquer bolsa, mas é importante referir que, a longo prazo, o consumo frequente destes alimentos irá trazer problemas de saúde para os vossos filhos. Para contornar essa situação, nada melhor que preparar com antecedência as lancheiras dos miúdos, habituando-os a levar o lanche de casa.

O que levar na lancheira?

Importa, desde cedo, promover uma alimentação saudável junto dos mais pequenos e fazê-los compreender que é importante comer um pouco de tudo, desde que de forma equilibrada. Lanches práticos e fáceis de preparar mas acima de tudo, nutritivos e saudáveis, devem ser tidos como referência (...)

(leiam o artigo completo aqui)


Mini Quiches de Cogumelos

Ingredientes: 
[para a massa]
| 100 g de farinha de trigo integral
| 100 g de farinha de trigo sarraceno
| 1/2 c. (chá) de fermento seco
| 1/2 c. (chá) de sal
| 1 c. (chá) de tomilho           
| 2 c. (sopa) de azeite
| 1 ovo
| 50 ml de água morna

[para o recheio]
| 2 c. (sopa) de azeite
| 2 cebolas roxas
| 1 dente de alho
| 300 g de cogumelos
| 1 c. (sopa) de tomilho 
| sal, pimenta e noz moscada
| 2 ovos L
| 150 g de natas vegetais
| cebolinho fresco p/ servir

Preparação:
1 . Prepare a massa, misturando numa taça as farinhas, o fermento, o sal e o tomilho. Faça um buraco no centro da mistura e junte o azeite, o ovo e a água. Amasse todos os ingredientes até que estes liguem.

2 . Transfira a massa para uma superfície enfarinhada e amasse mais um pouco. A massa deverá ficar mole, mas despegar dos dedos. Se necessário, acrescente um pouco de farinha e volte a amassar. Forme uma bola e deixe repousar alguns minutos.

3 . Pré-aqueça o forno a 180ºC. 
Estenda a massa com o rolo e forre com ela as formas das tarteletes, previamente untadas com manteiga.

4 . Leve uma frigideira ao lume com o azeite, a cebola roxa cortada em meias-luas e o dente de alho picado. Deixe cozinhar um pouco até a cebola ficar macia. 

5 . Junte os cogumelos laminados, o tomilho e tempere com sal e pimenta. Deixe cozinhar alguns minutos até que os cogumelos amoleçam e todo o líquido tenha evaporado. Distribua este preparado pelas tarteletes.

6 . Bata os ovos juntamente com as natas, tempere com sal, pimenta e noz moscada e distribua este creme sobre os cogumelos.

7 . Leve ao forno durante 20 minutos, desenforme, deixe arrefecer e sirva com cebolinho picado.

Tiramisù com Creme de Castanha


No sábado passado foi um dia especial e de festa cá em casa. Celebrámos o aniversário da minha esposa. E como qualquer festa (ou aniversário, neste caso) que se preze, teve de haver um bolinho à altura. Sinceramente, não me lembro da última vez que tenha comprado um bolo numa pastelaria para celebrar um aniversário na família. Até alguns amigos já cheguei a surpreender, oferecendo-lhes o bolo de aniversário. Gosto de ser eu a preparar o bolo, com ingredientes genuínos e algumas doses de amor e carinho. Por mais simples que seja o resultado final, nada se compara a um bolo feito em casa, preparado com as nossas próprias mãos. Um bolo que será motivo de festa e celebração, que reunirá família e amigos em volta de uma mesa, que testemunhará sorrisos e afectos enquanto é partilhado por todos. Cantam-se os Parabéns e renovam-se os votos, celebrando a vida daquela pessoa!


Quando a nossa cara metade faz um pedido especial, ainda para mais tratando-se de uma data especial, fica impossível resistir e não ceder a esse pedido. Foi o que aconteceu quando a aniversariante viu o Tiramisù que a Patrícia havia publicado no seu blog, Coco e Baunilha. Coincidência ou não, o que acaba por ser mais engraçado é que não se trata da primeira vez que celebramos esta data especial com uma receita daquele blog. Em 2012, encontrava-se o Sweet Gula em fase embrionária, escolhemos este Brownie Cheesecake para assinalar a data. Dois anos mais tarde, foi esta Pavlova a eleita para a celebração, também inspirada numa receita da Patrícia. As receitas são divinais, para além destas já experimentei outras de lá e todas são deliciosas. Desta vez não resistimos ao tiramisù com creme de castanha. Arrisco-me a dizer que foi de longe o melhor tiramisù que já provei até hoje. Daquelas sobremesas que não conseguimos parar de comer e que nos leva a repetir.


Tiramisù com Creme de Castanha
(receita adaptada do blog Coco e Baunilha)

Ingredientes: (para uma forma redonda com ∅ 20 cm)
{tiramisù}
| 18 palitos La Reine
| 750 g de queijo Mascarpone
| 3 ovos
| 105 g de açúcar amarelo
| 1/2 c. (chá) de pasta de baunilha
| 1 chávena grande de café frio
| 6 c. (sopa) de Rum (opcional)
| 250 g de creme de castanha (usei Bonne Maman)

{cobertura}
| 200 ml de natas p/ bater (com 35% mat. gorda)
| 100 g de creme de castanha
| cacau em pó para polvilhar

Preparação: 
1 . Forre com papel vegetal uma forma de aro amovível com ∅ 20 cm (para facilitar, unte ligeiramente a forma com manteiga, desta forma o papel vegetal irá aderir mais facilmente).

2 . Separe as claras das gemas, bata as claras em castelo e reserve.

3 . Bata as gemas com o açúcar e a baunilha até obter uma mistura clara. Junte o Mascarpone e bata até ficar homogéneo. Envolva delicadamente neste preparado as claras em castelo, com uma espátula e em movimentos circulares.

4 . Prepare o café e misture com o Rum (opcional). Reserve.

5 . Coloque uma boa camada de creme de Mascarpone na base da forma.

6 . Molhe metade dos palitos La Reine no café e coloque-os na forma, formando uma camada.

7 . Espalhe delicadamente creme de castanha por cima dos palitos.

8 . Coloque outra camada de creme de Mascarpone, seguida de uma camada de palitos e creme de castanha, finalizando com creme de Mascarpone. Alise a superfície com uma espátula.

9 . Bata com a forma na bancada por forma a retirar bolhas de ar. Leve ao frigorífico e depois ao congelador até solidificar (o ideal será preparar o tiramisù de véspera e deixar no congelador durante a noite).

10 . Retire do congelador e espere alguns minutos antes de desenformar.

11 . Bata as natas (que devem estar bem frias) em chantilly, junte o creme de castanha e bata novamente.

12 . Com um saco de pasteleiro, decore a superfície do tiramisù e polvilhe com cacau em pó. Sirva bem fresco (mas descongelado).

GuardarGuardarGuardar

Bolo Intenso [sem glúten] de Chocolate e Café


Dois ingredientes tão diferentes entre si mas que se complementam na perfeição. Chocolate e café, uma daquelas combinações irresistíveis à qual não ficamos indiferentes. Eu adoro estes dois ingredientes em separado. Mas a combinação dos dois é um verdadeiro festim para os sentidos. Ainda em criança comecei a gostar de chocolate. Mas depois fui-lhe perdendo o gosto e só mais tarde reaprendi a gostar deste ingrediente que afinal não agrada a todos. Só quando comecei a saborear o verdadeiro chocolate, aquele que apresenta uma grande quantidade de cacau, um ligeiro amargor, mas um sabor autêntico, é que realmente percebi que era um chocolate lover

Já o café, não me recordo de quando comecei a gostar, mas lembro-me que foi amor à primeira chávena. Não há um único dia que não beba pelo menos dois cafés, sempre sem açúcar, para apreciar o seu verdadeiro sabor. Todos os dias de manhã, antes de sair de casa, tenho de religiosamente beber um café. Ajuda-me a despertar e a ganhar energia para as tarefas diárias. Depois, convenhamos, o acto de beber café será sempre aquele pretexto para um reencontro entre amigos de longa data e o mote perfeito para terminar com prazer uma refeição.


Para quem realmente aprecia estes dois ingredientes, imaginem o que é juntá-los. Tem dias em que costumo acompanhar um quadrado ou um bombom de chocolate com o café. Uma espécie de guilty pleasure que me dá imenso prazer. Um quadrado de chocolate a derreter na boca enquanto saboreamos um café quentinho é sem dúvida uma sensação de prazer única. Algo que só pode ser melhorado quando saboreamos uma sobremesa com chocolate e café. O café intensifica o sabor do chocolate e torna qualquer sobremesa ainda mais especial. É o caso deste bolo que fica com um sabor intenso a chocolate, uma textura densa e húmida, uma tentação.

A inspiração para a criação do cenário desta receita veio, imaginem, das lindas embalagens do novo café Bio Delta Q, que acaba de chegar ao mercado. Os tons esverdeados das folhas da planta do café a contrastar com o castanho claro dos sacos de juta que transportam os seus grãos, e depois o facto de se tratar de um blend com certificação biológica e UTZ que dá origem a um expresso com corpo marcante e notas aromáticas cítricas, de chocolate e caramelo. Sou defensor de produtos de origem biológica, que promovem a qualidade e sustentabilidade contribuindo de forma positiva para a saúde e bem estar de todos e com um impacto positivo no ecossistema. E aqui a Delta Q foi pioneira, criando um café de aroma bastante agradável e que dá prazer a beber.


Bolo Intenso [sem glúten] de Chocolate e Café
(receita adaptada de Jamie Oliver)

Ingredientes:
| 200 g de amêndoas s/ pele
| 200 de chocolate negro biológico c/ 70% de cacau    
| 150 ml de óleo de côco
| 70 g de açúcar amarelo
| 4 ovos caseiros
| 20 ml de café expresso Bio Delta Q
| cacau cru em pó para polvilhar

Preparação:
1 . Pré-aqueça o forno a 170ºC e forre com papel vegetal uma forma com 20cm de diâmetro.

2 . Triture as amêndoas num processador até ficarem em farinha.

3 . Em banho-maria, derreta o chocolate negro juntamente com o óleo de côco e o café.

4 . Bata as gemas com o açúcar durante 5 minutos, até obter um creme fofo e esbranquiçado.

5 . Envolva a mistura de chocolate e café no preparado anterior e junte depois as amêndoas moídas, envolvendo com uma espátula.

6 . À parte bata as claras em castelo e envolva-as delicadamente na massa.

7 . Verta a massa na forma e leve ao forno por 25-30 minutos.

8 . Deixe o bolo arrefecer, desenforme, polvilhe com cacau cru e decore com lascas de chocolate e grãos de café.

Guardar
GuardarGuardarGuardarGuardarGuardar
Guardar