Bolo Salgado de Sardinha e Tomate Seco


Finalmente chegaram os tão ansiados dias de calor. Depois de uma primavera que não se fez notar, estão aí os dias quentes a antever o verão! E com eles chegam também os Santos Populares, as festas e os arraiais. Para celebrar, preparei uma receita especial para partilhar entre família e amigos. O texto que transcrevo abaixo faz parte de mais um artigo que preparei em colaboração com o site Alegro que podem ver aqui.

E vivam os Santos Populares!

Todos os meses têm o seu encanto, mas Junho é especial. Este é um mês que nos oferece dias compridos e cheios de sol, momentos descontraídos e cheios de boas energias, noites quentes e animadas e muito convívio à volta da mesa. Apetecem os petiscos e as bebidas geladas e a frescura dos primeiros frutos da estação. 

É chegada a altura de vestir roupas mais leves e arejadas e dizer "olá" ao verão. E verão é sinónimo de ar livre, sol, mar, refeições mais leves, esplanadas, festas e petiscos. Aumenta o espírito de partilha à mesa e a vontade de celebrar a vida.

Junho é também, por natureza, o mês dos Santos Populares. De norte a sul do país são realizadas festas e romarias em homenagem a Santo António, São João e São Pedro. As ruas enchem-se de gente, são enfeitadas a preceito com balões e arcos de papel de todas as cores. Há os perfumados manjericos e nunca falta o convívio, com muita música, as marchas e os bailaricos. São dias e noites de festa e folia com o cheiro da sardinha assada no ar, a convidar para quando a fome aperta. E a acompanhar, nada melhor que um caldo verde e um copo de vinho tinto.


E viva o Santo António e viva o São João!

Santo António é o primeiro a chegar, o padroeiro da cidade de Lisboa. É o santo casamenteiro que traz consigo para a festa juras de amor eterno e os casamentos de Santo António, com outras regras, é certo, mas com o simbolismo de sempre. Por toda a cidade existem arraiais e na avenida podem-se ver desfilar as animadas marchas do povo lisboeta. Não falta a deliciosa sardinha assada, servida no pão ou na broa. Os manjericos com as suas quadras de amor são uma constante, e em cada bairro é uma festa que se prolonga até ao amanhecer.

São João vem a seguir convidando as gentes do Porto a sair à rua. Aqui a festa e a animação não é diferente, com o incremento dos martelinhos de São João que se proliferam entre as pessoas e que em tom de brincadeira vão dando marteladas nas cabeças de quem passa. É uma festa que se caracteriza pelas famosas fogueiras de São João e pelos balões de papel de várias cores que são lançados ao ar. Não falta música, boa comida e o fogo de artifício.


Por fim e já com o mês a terminar, chega o São Pedro. Este é homenageado em várias localidades do país e à semelhança de Lisboa e Porto aqui também é celebrada a vida, as pessoas saem à rua,  as famílias reúnem-se, entregam-se à festa e deixam-se levar pela folia. Comem, dançam, bebem, partilham sabores e momentos de felicidade.

E porque não há festa sem comida, no que toca à gastronomia, por esta altura a sardinha é rainha. Seja simples no prato, servida numa fatia de pão ou de broa, acompanhada de uma salada de tomate e pimento assado, este peixe tão rico e apreciado satisfaz as delícias de todos. Enquanto se percorre a cidade, por aqui e por ali são trocadas palavras, provam-se petiscos e bebe-se um copo de vinho.


Vamos para a rua, vamos festejar os Santos Populares! E para celebrar porque não aceitar a minha sugestão e preparar um delicioso Bolo Salgado de Sardinhas e Tomate Seco?! Vestido a rigor com as quadras de amor e os sabores da estação. Um brinde ao Verão!

Bolo Salgado de Sardinha e Tomate Seco

Ingredientes:
| 2 latas de sardinha de conserva em azeite
| 250 g de farinha s/ fermento
| 1 c. (sopa) de fermento em pó
| ½ c. (chá) de sal fino
| 3 ovos
| 100 ml de azeite
| 100 ml de leite
| 100 g de tomate seco em azeite
| 1 c. (sopa) de alecrim fresco picado

Nota: escorra o azeite das sardinhas em conserva e reserve juntamente com o azeite do tomate seco, acrescentando mais azeite até perfazer os 100 ml necessários na receita.

Preparação:
Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Unte uma forma com manteiga, polvilhe com farinha e reserve.
Numa taça, peneire a farinha e misture com o fermento e o sal e reserve.
Corte o tomate seco em pedaços pequenos e reserve. 
Bata os ovos juntamente com o azeite (use o azeite das sardinhas de conserva e do tomate seco e acrescente mais azeite até perfazer 100 ml). Junte o leite e bata mais um pouco.
Adicione a mistura de farinha e envolva, incorporando todos os ingredientes.
Adicione em pedaços as sardinhas de uma lata e reserve as restantes.
Junte o tomate seco picado e o alecrim e envolva com uma espátula.
Verta o preparado na forma e por cima disponha as sardinhas reservadas.
Salpique com algumas folhas de alecrim fresco e leve ao forno durante 35-40 minutos.
Faça o teste do palito antes de retirar do forno.
Desenforme e sirva ainda morno ou frio.

12 comentários:

  1. Célio lindo,
    Adoro os Santos Populares, adoro esta época de feriados em Portugal e de férias prolongadas lol e adoro sardinhas e este teu pão tem um aspecto de salivar e babar muito...
    Um grande beijinho,
    Lia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado querida Lia! Eu também adoro esta altura do ano, principalmente porque já cheira a Verão! Já só apetece andar de chinelos e calções e dar mergulhos no mar.
      E claro, porque também adoro sardinhas. Mas dizem que são melhores em Agosto. :)
      Um beijinho.

      Eliminar
  2. Ficou tão lindo e com sardinhas e tomate seco agrada-me e muito

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado São! A combinação é deliciosa e este é um bolo perfeito para servir de entrada ou levar para um piquenique. :)
      Beijinhos.

      Eliminar
  3. Este bolo respira festividade ^^ Ai como me sabia bem uma fatia ou mesmo uma sardinhada, agora só em Julho :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo Therasia! E vivam os Santos Populares e todas as festividades que nos levam a sair de casa, a conviver e provar boa comida. :)
      Um beijinho.

      Eliminar
  4. Ficou irresistível. Que bom aspecto!! :)
    Beijinhos!!
    Bimby & Sabores da Vida

    ResponderEliminar
  5. Ai que coisa boa! Adoro bolos salgados e os teus são sempre pra lá de bons! Esta combinação de sardinhas e tomate seco... delícia! Adorei as quadras, estão o máximo! :)
    Não vou falar das fotos, ok... tu já sabes e ando a tornar-me repetitiva.
    Beijo, sweetie, boa semana!

    ResponderEliminar
  6. Adoro bolos salgados mas não gosto muito de sardinhas.
    Ficou com um aspecto interessante.

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2016/06/um-mes-com-jamie-oliver-e-uma-quiche-de.html

    ResponderEliminar
  7. Gosto muito de bolos salgados, convidam mesmo ao petisco e aos piqueniques!
    Que venha o bom tempo e esse dias em que podemos petiscar lá fora, seja na varanda ou no páteo ou num belo piquenique.
    Por cá celebramos o S. João, nem sou muito fã da confusão que se gera, mas adoro estar em convívios que são muitos nestas alturas, e estar com amigos a petiscar, isso é uma maravilha. Assim como este belo pão!
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  8. Experimentei para a noite de S. João! Ficou impecável, parabéns pela receita!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já vi Eunice, ficou lindo! ♥
      Muito obrigado pela partilha.
      Um beijinho.

      Eliminar