Peanut Butter Pavlova


Quando a nossa cara metade, a pessoa que escolhemos para estar ao nosso lado, aquela que mais amamos e que está sempre presente, tanto nos bons como nos menos bons momentos nos pede para fazer pavlova, nós fazemos, certo?! Ainda mais quando se trata de uma dia tão especial como o de hoje que merece ser comemorado. A T. festeja o seu aniversário e normalmente neste dia costumo fazer um bolo para lhe oferecer. Faz muito tempo que deixámos de comprar bolos de aniversário, pois acho que normalmente são demasiado artificiais e fabricados e não sabem tão bem como um bolinho caseiro, preparado com amor e carinho. Para além de que em casa podemos sempre adaptar os ingredientes ao nosso gosto e dar o nosso toque pessoal.
Mas este ano a T. não escolheu um bolo, preferiu antes uma pavlova e exigiu que tivesse manteiga de amendoim. É um ingrediente que raramente entra cá em casa, mas tratando-se de uma data especial, abre-se uma excepção e faz-se algo decadente para comemorar. Porque um dia não são dias e momentos destes são únicos e devem ser registados com algo que gostamos.
Confesso que não gosto muito de fazer pavlovas, é um doce delicado, que carece de alguma atenção e deve ser feito com carinho, ou corremos o risco de ela abater, rachar ou não cozer correctamente. Mas esta por acaso até correu  bem e para a tornar especial usei o doce de leite e amendoins torrados com sal e mel que juntamente com a manteiga de amendoim a elevaram a outro nível.
Para o merengue escolhi seguir a receita da Patricia do Coco e Baunilha, ficando o resto por minha conta e risco. Ficou linda, eu acho, e é tão mas tão gulosa, que é difícil parar de comer.


Ingredientes:
{para o merengue}
| 6 claras de ovo
| 220 g de açúcar (usei amarelo)
| 1 c. (chá) de vinagre
| 1 c. (sobremesa) de aroma de baunilha 
| 2 c. (chá) de amido de milho

{cobertura}
| 250 g de queijo mascarpone
| 4 c. (sopa) de manteiga de amendoim
| 1 lata de doce de leite
| amendoins torrados com sal e mel

Método Tradicional:
Pré-aqueça o forno a 150ºC. 
Forre com papel vegetal um tabuleiro e desenhe 1 círculo de aprox. 20cm de diâmetro no verso do papel.
Bata as claras com a varinha e  quando começarem a formar picos suaves nas varas, junte o açúcar aos poucos. Quando estiverem firmes,  junte o vinagre e o aroma de baunilha e bata mais um pouco. Por fim adicione o amido de milho e envolva, batendo na velocidade mínima.
Espalhe o merengue no papel vegetal, usando como referência o círculo desenhado. Com uma espátula forme uma ligeira cova no centro. Coloque o merengue no forno e baixe a temperatura para 140ºC. Passados 15 minutos reduza para 120ºC e deixe ficar durante 1h30. Deixe arrefecer completamente no forno com a porta entreaberta (coloque uma colher de pau na abertura da porta).
Para a cobertura, misture o queijo mascarpone, que deve estar frio, com a manteiga de amendoim e 3 c. (sopa) de doce de leite. Misture energicamente até obter um creme fofo.
Espalhe metade do creme no centro da pavlova e por cima espalhe algum do doce de leite que sobrou.
Espalhe a outra metade do creme e decore a gosto com amendoins torrados com sal e mel.

Método Thermomix - Bimby:
Coloque no copo o açúcar e pulverize (20seg/vel9). Retire e reserve. 
Coloque a borboleta no copo, e bata as claras programando (4min/vel3,5)
Programe (1minvel3). Adicione o vinagre, o aroma de baunilha e aos poucos o açúcar pelo bocal da tampa.
Por fim junte a maizena e bata mais uns segundos. 
Espalhe o merengue no papel vegetal, usando como referência o círculo desenhado. Com uma espátula forme uma ligeira cova no centro. Coloque o merengue no forno e baixe a temperatura para 140ºC. Passados 15 minutos reduza para 120ºC e deixe ficar durante 1h30. Deixe arrefecer completamente no forno com a porta entreaberta (coloque uma colher de pau na abertura da porta).
Coloque no copo o queijo mascarpone, que deve estar frio, a manteiga de amendoim e 3 c. (sopa) de doce de leite. Programe (1min/vel4).
Espalhe metade do creme no centro da pavlova e por cima espalhe algum do doce de leite que sobrou.
Espalhe a outra metade do creme e decore a gosto com amendoins torrados com sal e mel.

27 comentários:

  1. Muitos Parabéns, Célio! Que tentação mais tentadora ;) Maravilhosa!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Pavlova de manteiga de amendoim deve ser mesmo uma coisa do outro mundo!!! Está lindíssima e é , sem dúvida, uma prova de carinho. As fotos, como sempre, estão lindas!!
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  3. Parabéns!!!realmente foi uma excelente escolha, não só pela conjugação de sabores como também pela mistura de tons que eu adoro......e que em tudo nos fazem lembrar o Outono.
    Uma verdadeira tentação bem visível nas tuas fotos, as quais adorei.....das melhores dos últimos trabalhos.
    Resto de boa semana.
    Beijinhos
    Nel

    ResponderEliminar
  4. Perfeita e linda! Só podia ser feita com a maior das dedicações: amor.
    Filipa PC

    ResponderEliminar
  5. Parabéns à cara metade, nunca se diz que não ao amor.
    Ficou linda, adoro a cor e que gulosa ficou com esses ingredientes não se esperava outra coisa.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Parabéns! Essa Pavlova ficou irresistível.

    ResponderEliminar
  7. bemmm... que delicia!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Que bonita e inusitada. Os parabéns à pessoa especial e desejo que comemore muitos mais contigo ao lado para fazer bolinhos assim.
    :)

    ResponderEliminar
  9. Célio,

    Que linda !! :)
    A cara metade só pode sentir-se muito orgulhosa da homenagem que lhe fizeste através desta magnifica confecção, está em todos os sentidos muitissimo apelativa, bem outonal e com sabores deliciosos.
    Como vês, correu-te muito bem, mas também o que é que não te corre bem, não é verdade ? :)
    E muitos parabéns à tua T. e também a ti por mais esta obra de arte ! :)

    Beijinho grande

    ResponderEliminar
  10. Que bonitas fotos... de babar... ! E de sabor, deve ter ficado qualquer coisa de muito bombástico!!

    Bjs

    ResponderEliminar
  11. Parabéns para T. e parabéns para ti.
    Ficou linda e deve estar deliciosa.
    Beijos e abraços
    Cristina

    ResponderEliminar
  12. Célio,

    Preparas este miminho com tanto carinho que, só de te ler, até eu fico feliz pela T., mesmo não provando tamanha gulodice.
    Lembro-me do do ano passado e já naquela altura foi muito guloso, mas este é especial. Foge ao tradicional, ao tradicional dos bolos de aniversário, uma vez que não é bolo, e ao tradicional das próprias pavlovas, uma vez não optaste pelas coberturas e decorações mais comuns.
    Ficou linda e, claro, orgulhosamente bem vestida,gulosa....a pedir para ser devorada.

    Um beijinho à T. e Parabéns!

    ResponderEliminar
  13. Parabéns a ambos e uma vez mais. A ti, pelo talento e amor com que fazes tudo e a ela, pelo aniversário e que sempre seja comemorado com saúde, alegria e com as tuas delicias.

    ResponderEliminar
  14. PAVLOVA, adoro... espero que tenham passado um bom aniversário, tomara eu ter uma prenda dessas :) beijos

    ResponderEliminar
  15. Que maravilhosa pavlova, deliciosa e decadente como uma data especial exige!
    Parabèns à T =)

    ResponderEliminar
  16. Só tu para fazer presentes lindos destes... ainda é melhor que um bolo.
    Simplesmente perfeita e irresistível! Parabéns a ti, à T. e ao vosso amor. Bjinhos.

    ResponderEliminar
  17. Que pavlova maravilhosa! Parabéns à T.! Muitas felicidades para ambos.

    ______________________
    Ana Teles | blog: Telita na Cozinha

    feedly - bloglovin' - Facebook


    ResponderEliminar
  18. Célio, devias ser preso por atentado ao pudor!!! Que fotos são estas pah!!!
    Incrivel!!!

    ResponderEliminar
  19. Olá Célio,
    O teu amor tem motivos para se sentir muito feliz com a belíssima homenagem que lhe prestaste quer com a maravilhosa pavlova que com o texto que a introduz!
    Eu gosto imenso deste doce e não faço mais vezes por causa da enorme quantidade de açúcar que requer.
    A tua ficou perfeita, ao contrário das minhas que acabam sempre por rachar.
    As coberturas estão muito bem conjugadas e conseguiste uma linda gradação de cores.que me deixou completamente encantada.
    Quando te visito apetece-me (além de comer) fazer as tuas receitas porque são sempre tão ao meu gosto.
    Parabéns à tua T. uma mulher cheia de sorte!
    Bjs

    ResponderEliminar
  20. Célio, antes de mais manda um beijinho de parabéns à T.
    E sim, num dia destes, ela merece todo o amor e doçura em forma de pavlova.
    Ficou linda!! Eu nem arrisco, com o meu forno que queima tudo. Adoro os sabores.
    E tenho a certeza que a fizeste muito feliz nesse dia.
    Ah, e o doce de abóbora, lindo!! Obrigado por teres partilhado comigo.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  21. Olá Célio!
    A tua Pavlova ficou linda, com um aspeto tão, mas tão apetecível...
    Confesso que também tenho algum receio de fazer Pavlov, porque a sua confeção é muito delicada. No entanto, quando tudo é feito com muita dedicação e amor acaba sempre por correr bem ;)
    Parabéns à T. e um grande beijinho para ti.
    Felicidades e tudo de bom :)
    Margarida

    ResponderEliminar
  22. Olá Célio!

    Que receita maravilhosa... adorei! :) ficou uma pavlova bem gulosa... já levei a receita comigo eheheh muitos parabéns para ti e para a T., que sejam muito felizes!

    Venho-te convidar a participares no passatempo do 3º aniversário do meu blogue, trazendo uma receita... as três melhores receitas serão premiadas com livros, e-books e produtos maravilhosos... gostava imenso que participasses :)

    http://arcoirisnacozinha.blogspot.pt/2014/10/passatempo-tua-receita-nao-me-e-estranha.html

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  23. Perfeita e com manteiga de amendoim que eu ADORO! Ficou linda :)
    -
    Diogo Marques
    Blog: A culpa é das bolachas! | Facebook | Instagram
    -

    ResponderEliminar
  24. Eu acho que sim, é fazer a vontade, ainda mais se a vontade envolver manteiga de amendoim :D Nunca tinha pensado em fazer pavlova com manteiga de amendoim - mas manteiga de amendoim fica bem em tudo! :)

    ResponderEliminar
  25. Olá Célio,
    Ando aqui numa pesquisa sobre pavlovas, pois nunca arrisquei fazer uma.
    Encontrei a da Helena que me trouxe à tua, que, se bem me lembro, já tinha visto através do facebook que é onde faço comentários com mais frequência... E, bem... é dos Deuses!!!
    Agora vou espreitar a da Patrícia ;)
    Vocês são espetaculares em tudo o que fazem, já eu... nem sempre corre bem e daí o meu receio.

    Beijinhos,
    http://teresadeodatotudoaolho.blogspot.pt/

    ResponderEliminar