Bolachas de Natal {Gengibre e Canela}


E assim num piscar de olhos chegamos ao mês de Dezembro, o último do ano. Para muitos é um mês desejado, é o mês das festividades, em que reunimos  família, reencontramos velhos amigos, em que se preparam os melhores doces de Natal, o forno é ligado mais vezes, as horas perdem-se em conversas à lareira entre amigos e família. Eu confesso que não gosto muito deste mês. Primeiro porque é por sinal um mês frio e eu sou uma pessoa mais dada ao calor. Depois porque o Natal para mim já não tem o significado de outrora. Com o tempo o encanto desta quadra foi-se desvanecendo e este é um mês que me faz recordar de uma infância feliz, mas também é um mês que de certa forma associo a um sentimento de perda. 
Tenho saudades de quando fui criança e o Natal era vivido intensamente lá em casa. Mais ou menos com um mês de antecedência, era montada a árvore de Natal e era feito o presépio. Eu e a minha mãe íamos à floresta colher aquele que achávamos que era o melhor pinheiro. Um pinheiro verdadeiro, que cheirava a resina e um presépio feito com o musgo mais verde que havia. Lembro-me das figuras de barro, algumas já sem mãos ou braços mas que eram ali colocadas religiosamente todos os anos. As luzes de várias cores que adornavam o pinheiro e eu adorava ver a piscar. E o tempo foi passando, até ao ano em que a minha mãe já não estava lá para concretizar aquele ritual. Ela partiu muito próximo do Natal e desde então esta quadra traz-me sempre um sabor amargo. Não que eu deixe de viver o Natal, ou olhar para ele como uma data de reencontros, de união, de partilha. Mas acreditem, não é a mesma coisa.
https://www.facebook.com/groups/diaumnacozinha/
Desabafos à parte, como já repararam, estamos finalmente em modo Natal aqui no blog, pelo que algumas das próximas receitas irão estar relacionadas com a quadra. Começamos com umas deliciosas bolachas de Natal feitas com gengibre e canela, duas especiarias que eu adoro. Estas bolachas vêm no seguimento do já popular grupo Dia Um... Na Cozinha, cujo tema para este mês eram as bolachas de Natal. Quando foi lançado o desafio, eu não tive dúvidas do que iria fazer. Tinha acabado de receber a revista Jamie Magazine, edição especial de Natal, da qual sou fã. A capa era precisamente a receita que hoje vos apresento, uma pequena árvore de Natal, toda ela feita com bolachas de gengibre e canela em forma de estrela. Achei a ideia fantástica e decidi seguir a ideia do Jamie que até superou as minhas expectativas. É uma apresentação diferente, que podem até experimentar fazer com os miúdos lá em casa, de certeza que irão adorar. Para além disso, esta pequena árvore fica linda em qualquer mesa de consoada.


receita adaptada da revista Jamie Magazine (issue #53 - Nov 2014)

Ingredientes:
| 250 g de manteiga c/ sal
| 200 g de açúcar mascavado
| 4 c. (sopa) de golden syrup
| 4 c. (sopa) de maple syrup
| 600 g de farinha s/ fermento
| 2 c. (chá) de bicarbonato de sódio
| 4 c. (chá) de gengibre em pó (usei Margão)
| 2 c. (chá) de canela em pó (usei Margão)
| raspa e sumo de 1 laranja

| 1 clara de ovo
| 250 g de açúcar em pó

Método Tradicional:
Num tacho pequeno, derreta a manteiga juntamente com o açúcar, o golden e o maple syrup. Reserve.
Numa taça misture a farinha, o bicarbonato de sódio, as especiarias e a raspa de 1 laranja.
Adicione a mistura de manteiga derretida e comece a amassar, ao mesmo tempo que vai adicionando aos poucos o sumo de laranja, até obter uma massa homogénea e moldável.
Forme uma bola, envolva em película aderente e leve ao frio no mínimo por 30 minutos.
Pré-aqueça o forno a 200ºC.
Forre com papel vegetal 2 tabuleiros de forno.
Polvilhe uma bancada com farinha e estenda a massa, até atingir uma espessura de cerca de 2mm.
Com os cortadores em forma de estrela, corte as bolachas e coloque-as nos tabuleiros.
Leve ao forno cerca de 8 -10 minutos, ou até que comecem a ficar douradas.
Retire e deixe arrefecer numa grelha.

Prepare o merengue que vai ser a sua "cola". Bata as claras em castelo até formarem picos. 
Sem deixar de bater adicione o açúcar aos poucos e bata até obter um merengue brilhante e bem espesso.
Com uma cartolina, de preferência de cor escura, forme um cone com cerca de 50 cm de altura.
Forre o cone com película aderente e coloque sobre um prato.
Usando o merengue como "cola", comece a cobrir o cone com as bolachas, usando as maiores na base e as mais pequenas no topo. Decore a gosto e deixe secar algumas horas.

Método Thermomix - Bimby:
Coloque no copo, a manteiga, o açúcar, o golden e o maple syrup e programe (2min/37ºC/vel2).
Adicione a farinha, o bicarbonato, as especiarias e a raspa de 1 laranja. Programe (15seg/vel6).
Retire a massa para uma bancada e acabe de trabalhá-la. Com as mãos amasse um pouco, ao mesmo tempo que adiciona o sumo de laranja, até obter uma massa homogénea e moldável.
Forme uma bola, envolva em película aderente e leve ao frio no mínimo por 30 minutos.
Pré-aqueça o forno a 200ºC.
Forre com papel vegetal 2 tabuleiros de forno.
Polvilhe uma bancada com farinha e estenda a massa, até atingir uma espessura de cerca de 2mm.
Com os cortadores em forma de estrela, corte as bolachas e coloque-as nos tabuleiros.
Leve ao forno cerca de 8 -10 minutos, ou até que comecem a ficar douradas.
Retire e deixe arrefecer numa grelha.

Prepare o merengue que vai ser a sua "cola". No copo limpo e seco coloque a borboleta, adicione a clara do ovo e programe (2min/vel3,5). Nos últimos 30seg. adicione o açúcar aos poucos pelo bocal.
Com uma cartolina, de preferência de cor escura, forme um cone com cerca de 50 cm de altura.
Forre o cone com película aderente e coloque sobre um prato.
Usando o merengue como "cola", comece a cobrir o cone com as bolachas, usando as maiores na base e as mais pequenas no topo. Decore a gosto e deixe secar algumas horas.



50 comentários:

  1. WOW!!!! O meu queixo caiu quando vi esta beleza! Está deliciosamente lindo! Estás de parabéns Célio. :) Adoro!!!
    Beijinhos,
    Sandra

    ResponderEliminar
  2. Ao ler o teu texto dei-me conta que as minhas recordações de natal são as mesmas, o pinheiro verdadeiro, o musgo verdinho, as figuras do presépio que passam ano após ano, a casa enfeitada e a cheirar a iguarias natalícias, a família reunida... infelizmente também já não tenho a minha mãe para nos fazer companhia nesta quadra :( definitivamente não é a mesma coisa, nunca será.
    Mas falando das tuas bolachas, estão lindas e ficaram tão bem apresentadas que me atrevo a dizer que a tua árvore está bem mais bonita que a do Jamie (gosto imenso dele mas em matéria de decoração ou apresentação não lhe acho piada)
    As tuas estrelinhas têm sabores gulosos e que me encantam, mas até teria pena de desmanchar essa magnífica árvore.
    Obrigada por estares em mais um Dia Um...
    Bjns
    Isabel

    ResponderEliminar
  3. LINDISSIMAAAAAAAAAA... Que maravilha Célio.. obra de arte mesmo.. :) vou experimentar estas bolachinhas que este ano vão ser os presentinhos cá de casa.. :)

    beijinhos
    Mafalda

    ResponderEliminar
  4. Celio

    Ao ler o teu texto sobre o natal... Confesso que sinto essa mesma saudade que tu falas, e hoje quando o tento transmitir esses sentimentos aos meus filhos eles olham-me como se fosse um ET, como se falasse uma língua diferente!

    Como sempre as tuas sugestões São uma inspiração, adorei! Grande Celio!

    Beijocas

    Magy

    ResponderEliminar
  5. Isto sim é uma arvore de natal!! Excelente :)
    -
    Diogo Marques
    Blog: A culpa é das bolachas! | Facebook | Instagram
    -

    ResponderEliminar
  6. Até fiquei sem palavras....fantástica essa arvore de Natal e muito original
    Boa semana
    bj

    ResponderEliminar
  7. Uau.......continuo de boca aberta.
    E já mostrei essa obra de arte a todos de casa.
    Ficou linda linda linda.
    Parabéns e bjinhs
    Cistina

    ResponderEliminar
  8. Que maravilha! a árvore de natal está lindíssima,uma autêntica obra de arte! adorei,e as bolachas devem ser deliciosas! :)

    ResponderEliminar
  9. Olá, Célio!
    Que aspecto magnifico, delicioso e apetitoso! 5 ***** !
    Beijocas

    http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Olá Célio!
    Nem imaginas o quanto me revi nas tuas palavras e na descrição do teu natal. Felizmente ainda não perdi o encanto por esta época talvez porque os meus familiares, que me são próximos, estão ainda presentes fisicamente na minha vida. Para além disso, a ceia de Natal sempre foi feita na minha casa e ter a casa de família e amigos é o melhor desta época. Os presentes só mesmo para as crianças..

    Em relação à tua árvore de bolachas confesso que adorei, adorei... Quando vi a capa da Jamie magazine também lhe achei piada. Ficou uma ideia engraçada! Acho que se ainda desse aulas haveria de experimentar a fazê-la com os meus meninos. Eles iam adorar! Apresentação 5 estrelas como sempre!

    Um grande beijinho

    ResponderEliminar
  11. Uau Célio, que maravilha!!! Mesmo linda! Maravilhosa :) Muitos parabéns!
    Um bom Natal para ti e tua familia :)
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  12. Ficou mesmo espectacular! Mas não sei se em minha casa resistiria até ao Natal, é que uma árvore dessas é uma tentação :)

    ResponderEliminar
  13. Olá Célio!
    Ficou magnífica esta árvore de bolachas! Até dá pena comer, para não estragar.
    Gengibre e canela, adoro ambos! Só podem ter ficado deliciosas estas bolachinhas ;)
    Beijinho

    Recanto com Tempero
    http://recantocomtempero.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  14. Acho que quase tudo já foi dito. Nem sei o que acrescentar. Ainda estou de olhos colados nas tuas fotos e a pensar sinceramente reproduzir esta ideia neste Natal. É como dizes uma excelente forma de entreter os mais pequenos com todo o processo da elaboração das bolachas e da construção da árvore. Um verdadeiro art-attack. Pois, para mim, o Natal ainda encerra memórias doces. Espero que assim seja por muitos anos. A árvore de natal já está feita. Falta o presépio que costumamos fazer apenas no dia 8 para ainda se aguentar verdinho para o natal. Tenho ainda de fazer alguns arranjos com ramos de cedro pois não imagino esta quadra sem uma casa perfeitamente perfumada. Este é um post verdadeiramente deslumbrante e empreendedor.
    Beijinhos
    Patrícia

    ResponderEliminar
  15. Perfeição!!!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  16. Uau! Fiquei pasmada! Está mil vezes mais bonita do que a do Jamie. É uma ótima sugestão para ter em casa até ao Natal e na mesa de Natal, e se tivéssemos paciência para elaborar essa obra de arte, seria uma fantástica prenda para oferecer. Célio, abre uma pastelaria!

    ResponderEliminar
  17. A sério que fizeste uma ávore de bolachas!?! Eu tenho mesmo de fazer uma para o meu terrorista, ele ía delirar :D
    Percebo perfeitamente o que dizes das memórias nostálgicas de um tempo que não volta. Também sinto isso, mas por outro lado agora tenho os meus filhotes e aquilo que quero fazer é dar-lhes a eles memórias boas desta quadra. Quero que guardem tradições, rituais, cheiros... enfim, agora é para eles.
    Um enorme beijinho e parabéns pela árvore que ficou um espanto :)

    ResponderEliminar
  18. Célio, me identifiquei muito com seu relato. A mim, o Natal já não é mais o mesmo de outrora em todos os aspectos. Perdi meu pai no dia 23/12 de 2000 e desde então para mim o Natal já não é o mesmo, nossos entes queridos se vão, temos muitas perdas, e esse dia acaba sendo para mim muito triste.Mas procurei ao longo desses anos fazer do Natal para minha filha uma época feliz, agora já é uma mulher e com certeza terá muitos Natais pela frente. Estou boquiaberta com tamanha beleza. Sua arvorezinha ficou maravilhosa, linda de viver. Uma verdadeira obra prima. Parabéns, vc como sempre surpreendendo. Fechou o Dia Um...Na Cozinha com chave de ouro. Beijinhos

    ResponderEliminar
  19. Olá Célio!
    Deixei-me emocionar com a tua partilha, pois para mim esta quadra também a associo a um sentimento de perda, mas como dizes "desabafos à parte". Devo dizer-te que esta tua árvore está magnífica e sinceramente apetece-me tirar uma bolachinha, mas ao mesmo tempo estou encantada de só a observar. :)
    Um grande beijinho e tudo de bom :)
    Margarida

    ResponderEliminar
  20. Olá Célio,
    O que descreveste como "desabafos" são sentimentos de perda que se colam na perfeição na minha infância, apesar de ter perdido o meu pai ainda era pequena a mãe fez sempre o papel de MÂE GRANDE, mais tarde outra perda a do mano e ai sim tudo deixou de ter sentido, só anos mais tarde com o nascimento da minha filha voltou a magia do Natal, ai ai os sentimentos à flor da pele. A tua receita está magnifica, devem ser muito boas, adorei as fotografia, tudo perfeito.
    Beijinhos
    Paula

    ResponderEliminar
  21. Isto é que é uma deliciosa árvore de Natal! Fiquei encantada, está perfeita e magnífica!
    Deve ter sido o máximo construí-la e nem sei se conseguiria comer para não desmanchar :)
    Em relação ao Natal, para mim também já não é como antes, agora o foco é no meu filhote e é uma fase muito bonita também :)
    Parabéns e beijinhoos.

    ResponderEliminar
  22. Que árvore fantástica! Parabéns pela brilhante execução, e pelas belas fotos!

    ResponderEliminar
  23. Belas bolachinhas, com um sabor delicioso...imagino!
    A apresentção está fabulosa, linda linda, muitos parabéns.

    Beijinho
    Paula

    ResponderEliminar
  24. Querido Célio,

    Não quero falar de perdas, não quero mesmo... porque de facto é isso que o Natal me faz lembrar...
    Perdas... não só do meu Pai, como também perda das antigas tradições que se concretizavam na época em que eu era menina e que se desvaneceram no tempo...
    Tudo o que falaste eu vivi ! O pinheiro verdadeiro arrancado na mata, o musgo para o presépio, as figuras que nós próprios fazíamos (não havia dinheiro para as comprar), os enfeites artesanais e o Menino Jesus que visitou a minha casa durante muitos e longos anos. Nem te digo até quando, até me sinto envergonhada por acreditar nele até tão tarde, mas de facto eu era muito crédula naquela altura ! :)

    A tua Árvore de Natal, elegante e distinta, é uma autêntica Obra de Arte !
    Daquelas a que já nos habituaste !
    Elevaste a fasquia ao máximo, amigo, estas tuas estrelinhas estão em composição algo parecidas com as minhas e têm o valor acrescentado do gengibre (que ADORO) que deixei de fora desta vez. É que de tanto adorar, já coloco gengibre em tanta coisa que se torna monótono ! eheheheh
    Sabes, o Jamie orgulhar-se-ia de Ti se visse esta tua versão da Árvore de Estrelas, sem dúvida que Ele tem de Te conhecer um dia !
    E eu também ! :)

    Um grande beijinho, meu amigo, e muito obrigada por uma vez mais nos honrares com a tua presença na nossa passerelle ! :)

    ResponderEliminar
  25. Como já disse adorei esta árvore, vou tentar reproduzir para o natal.
    Muitos parabens e boa semana

    ResponderEliminar
  26. Célio,

    Felizmente ainda sinto o Natal como antigamente, em familia com os meus tios e pais, em casa dos meus avós, á lareira todos juntos. Sei que é um grande privilégio :).

    Falando da tua obra de arte, sim porque é o que apresentas-te. Linda, magnifica, deslumbrante que espalha magia neste desfile. As bolachinhas têm dois ingredientes que ADORO, o gengibre e a canela.

    Muitos Parabéns pela fantástica participação.

    P.S.: O Jamie tem que aprender a fazer uma árvore de bolachas contigo, pois a tua ficou bem mais linda.

    Beijinho grande

    Ana

    ResponderEliminar
  27. Olá Célio: começo por dizer que gostei muito do teu texto / desabafo sobre o Natal. Claro que a "magia" da infância há muito se foi,mas ficam as recordações dos bons momentos vividos.Com a chegada dos filhos volta a acender-se um pouco a velha chama.
    Quanto à tua árvore de estrelas está espetacular. Um trabalho de enorme paciência, mas também de beleza e requinte. Muitos parabéns.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  28. U-a-u! Adoro estrelas, como acho que já se notou, já fiz umas bolachas deste género mas nesta apresentação... A minha questão: já enviaste ao Jamie? Acho que poucos fãs terão feito!! Parabéns!

    ResponderEliminar
  29. Célio compreendo bem a tua relação com esta altura do ano. Eu Tb a tenho. Para começar, durante muitos anos havia sempre alguém da minha família gravemente doente nesta altura (uns safaram-se outros nem por isso), a minha bisa Maria faleceu no dia de Natal, e a minha avó q apesar disso era quem mais gostava desta época e de nos pregar partidas com as prendas (um dia conto-te a melhor q ela me fez, lol) Tb já não está entre nós...
    Mas nada disto invalida q eu tenha ficado de olhos pregados na tua árvore. Q coisa mais linda 😍

    ResponderEliminar
  30. Bom dia, Célio!
    Mais uma sugestão linda com que nos presenteias... Para além de acreditar que as bolachas devem ter ficado deliciosas, o efeito da árvore e as fotos ficaram lindas, lindas! Adorei mesmo...
    Beijinhos e boa semana!

    ResponderEliminar
  31. O Natal... não sou fan, fui em criança como é normal, mas depois o encanto foi-se! Acho uma época demasiado consumista e tal como tu, as perdas não ajudam a que as coisas se componham. Não sei se um dia voltarei a ver o Natal como era, mas acho importante a parte da comida, da noite da consoada.. e tu farás um brilharete se levares uma "arvore" dessas para o teu Natal. beijos Ps: O JAMIE É O MAIOR... :D

    ResponderEliminar
  32. Célio a sua árvore de natal ficou ainda mais bonita que a do Jamie. Fiz as bolachinhas de gengibre pela primeira vez o ano passado, o meu primeiro Natal no Reino Unido, são deliciosas, este ano vou experimentar esta receita. Boas festas!

    ResponderEliminar
  33. Fantástico, como sempre. Um beijinho especial pela tua história.

    ResponderEliminar
  34. E acho que cheguei ao paraíso!!! Ai não, é simplesmente mais uma maravilha do mestre Célio ;-)
    Juro que fiquei embasbacada a olhar para este cone de bolachinhas! Que delícia de imagem! Infinitas estrelas para ti, querido Célio.
    Não pude deixar de sentir no coração as tuas palavras, e tenho a certeza que a tua mãe está neste momento preenchida de orgulho de ti. Felizmente ainda sinto o Natal com toda a magia dele, em parte porque tenho filhos e fiz questão de lhes passar a mensagem do pai Natal, da chaminé, de irmos para o escritório porque o pai Natal tinha que ter a sala vazia. Entretanto os meus pais tinham vontade de fazer xixi ao mesmo tempo... lol :-)
    Eu gosto da magia do Natal e das tuas estrelinhas.
    Muitos beijinhos meu amigo
    C

    ResponderEliminar
  35. Célio, consegues imaginas o meu sorriso?
    Um sorriso de orelha a orelha a ver esta linda árvore de natal! Se quiseres fazer outra eu fico com ela :) Fica a minha árvore!
    Está tão linda! Parabéns!
    A escolha dos sabores não podia estar mais de acordo contigo :) Sabores de Natal!
    E depois ao ler as tuas memórias acaba-se o sorriso! Que tradição tão bonita de irem buscar o pinheiro, de fazerem o presépio com musgo! Que pena tudo tenha acabado! :( Ficam as memórias, e essas são mais do que boas! A vida nem sempre é justa!
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  36. Que lindas Célio! Não acredito que com uma árvore destas não haja espírito Natalício ;)
    Fizeste-me sorrir com a tua descrição do teu Natal de criança :) O meu era muito parecido. Continuo a gostar muito do Natal, pelo que representa para mim enquanto cristã e crente. Desejo-te um santo Natal *

    ResponderEliminar
  37. Célio, que linda árvore! Adorei mesmo, que encanto, ainda gostei mais de ver a tua que a da revista.
    E olha que este issue está perfeito!! Cheio de coisas boas. Quero ver se arranjo a de Dezembro que já saiu!
    Pois, o natal, também já não é o que era por aqui. Pelas perdas, pela forma como os outros que me rodeiam o vêem, não sei, não sou muito natalícia. Mas adoro comer no natal! E uma árvore destas ficava linda na mesa!! Um beijinho.

    ResponderEliminar
  38. Mas que árvore tão linda! Estou (tão) tentada a experimentar!! =)
    Muitos parabéns pela excelente participação!

    Beijinhos,
    Marisa.

    ResponderEliminar
  39. Olá Célio,
    Por estar tão associada à família e às boas recordações da infância, o Natal tem esse condão de nos trazer também muita nostalgia, seja porque todos vamos perdendo aqueles de quem gostamos, seja porque sentimos saudade da inocência desses primeiros anos. Desabafos à parte :), as bolachas ficaram lindas, adoro os sabores que usaste, e a apresentação ficou simplesmente de tirar o fôlego. Nem sabes como invejo, no bom sentido, quem consegue fazer uma coisa destas. Eu nem sei se me atreveria :)
    Aproveito para te desejar um bom mês de Dezembro, cheio de coisas doces e de volta do forno, e umas Festas Felizes.
    Beijinhos, Paula

    ResponderEliminar
  40. É claro que o queixo continua a cair sempre que por aqui passo Célio...tenho de começar a ter cuidado que isto pode ser perigoso :P hehehe
    WOW!!!!!!! É só o que tenho para dizer ;) Não esperava outra coisa da capa da revista do Jamie...e não esperava outra coisa de ti ;) Nem quero imaginar o trabalho e a paciência depositados nessa árvore mas definitivamente que compensaram: ficou fantástica!! :) Parabéns mais uma vez :)
    Beijinhos
    Vânia

    ResponderEliminar
  41. U.A.U. Que coisa maravilhosamente linda, e que trabalheira! :)
    Para mim o Natal ainda mantem quase (nunca é exatamente o mesmo) a totalidade do significado que alguma vez teve, mas para alguns familiares próximos não é bem assim, infelizmente.
    Enfim. As bolachas devem ser muito saborosas :)

    ResponderEliminar
  42. Bolachas deliciosas e apresentação fantástica, como sempre! Adorei! beijinho
    http://nacozinhadasara.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  43. Olá Célio!
    Dezembro sempre foi um mês agitado pra mim, pois o meu aniversário fica bem no meio, entre o Natal e o Ano Novo, haja festa! Mas ultimamente, confesso que não ando lá muito animada, pois as festas já não são mais como outrora quando a família estava completa! Por mais que festejamos o Natal, mas sempre lembramos das perdas, é inevitável, não é mesmo?! Mas o importante é não perdermos o verdadeiro sentido do Natal que é Jesus Cristo, que Ele possa renascer no nosso coração trazendo sempre paz e esperanças!
    E essas bolachas maravilhosas, hein?! Uma árvore de Natal digna de ser saboreada com todas as honras festivas! A sua apresentação ficou linda demais!!! Você sempre nos surpreendendo e nos encantando com receitas deliciosas e fotos maravilhosas, parabéns!!!
    Bjs =)

    Vivendo e Aprendendo
    Fotos e Prosas

    ResponderEliminar
  44. Olá Célio
    Felizmente para mim o natal continua a ser uma festa não fosse eu ter uma filha que faz 5 anos no dia de ano novo :-) ela é a alegria da casa por isso no inicio de dezembro lá vamos montar a arvore de natal e enfeitando com desenhos que ela vai fazendo :-)
    Mas falando das tuas bolachas.... que dizer!!!! linda apresentação que qualquer pessoa gostaria de ter na sua mesa de natal
    Beijokas

    ResponderEliminar
  45. Bonita partilha ... magnifica árvore ... a ter por cá não creio que no dia de Natal existisse :)
    O Natal é magia, sentimento de múltiplas possibilidades em aberto, sonhos ao nosso encontro ... que só esperam por nós. É o encerrar ciclos e abrir| ampliar caminhos!
    Bela partilha.
    Feliz Natal, e encantei-me por estas estrelas em árvore!
    Beijinho e Natal muito feliz!

    ResponderEliminar
  46. nem sei que diga nem que conte :D fiquei encantada <3
    vou ter de fazer com meu filho que vai delirar :D
    parabens pela maravilhosa cozinha que nos apresenta :) é uma inspiração <3
    bjs
    Carla
    http://cromasdacozinha.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  47. Olá, Parabéns! SWEET GULA é o máximo e tem FOTOS DESLUMBRANTES !!! Eu preciso desesperadamente :) de saber o segredo para que as bolachas não alastrem e percam a forma, eu ponho no congelador, ok , ajuda mas.... não chega! Obrigada Madalena Gonçalves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Madalena!
      Obrigado, antes de mais pelas palavras simpáticas.
      Em relação às bolachas perderem a forma, não sei o que poderá estar a fazer mal. Segue a receita à risca?! Levá-las ao frio antes de as cortar é um truque, mas ainda assim não funciona, é isso?! Que tipo de manteiga usa?! Não convém usar margarina líquida e a manteiga deverá ser de qualidade. Reduza um pouco a quantidade de manteiga, isso também poderá ajudar. :)
      Um beijinho.

      Eliminar