Tarteletes de Amora e Canela


Enquanto houver verão! Gosto de todas as estações do ano, cada uma delas tem o seu encanto especial. Mas o verão é aquela estação que marca, é a estação que nos faz sorrir, que nos permite usufruir ao máximo do melhor que a natureza tem para nos dar. É a estação que nos dá os morangos, os alperces, as melancias, as ameixas, os figos e tantas, tantas outras frutas deliciosas que nos dão prazer saborear. E os tomates, como eu gosto de tomates! Uma sopa de tomate, uma salada com tomate, ou então como eu tanto gosto, cortar um tomate em quartos, salpicar com umas pedrinhas de flor de sal e comer assim, à dentada, como se de uma maçã se tratasse. Há lá coisa melhor?! E o melhor do verão é que podemos abusar de todos estes sabores ao ar livre, num passeio domingueiro com os amigos, num piquenique em família, ou numa ida à praia, que bem que sabe abrir a geleira e ter ali várias peças de fruta à espera de serem devoradas.

E depois temos as amoras. Como eu gosto de amoras! O prazer de as colher e comer ao mesmo tempo, ficar com as mãos manchadas do sumo que elas deitam. Sim, dá direito a uns arranhões, mas o que é isso comparado com o prazer de chegar a casa com uma caixa bem cheia de amoras?!
Este ano já consegui colher bastantes, metade congelei, para poder prolongar o sabor do verão por mais tempo. Porque eu não quero que estes sabores acabem. As restantes, vou saboreando devagar, com algumas receitas que irei mostrando. Como é o caso destas tarteletes.


A inspiração para esta receita veio de uma partilha que à bastante tempo a Lorraine Pascale fez na sua página. Ela usou mirtilos em vez de amoras, mas eu resolvi arriscar com este fruto, pois achei que ficariam deliciosas. E não estava enganado. Cada dentada é uma explosão de sabor, sente-se o aroma da canela e da baunilha que combinam em perfeita harmonia com o doce das amoras. Porque enquanto houver verão eu irei tirar o máximo partido da melhor fruta que ele tem para nos oferecer!


Ingredientes: [para 4 tarteletes]
{para a massa}
| 180 g de farinha de trigo s/ fermento
| 70 g de farinha de trigo integral
| 80 g de manteiga fria
| 1 c. (sopa) de óleo vegetal
| 2 gemas de ovo
| 3 c. (sopa) de água fria
| 1 c. (sopa) de açúcar amarelo
| 1 pitada de sal
{para o recheio}
| 400 g de amoras
| 2 c. (sopa) de açúcar mascavado
| 2 c. (sopa) de água
| 2 c. (chá) de canela em pó
| 1 c. sopa de amido de milho
| raspa e sumo de 1/2 limão

| 1 gema para pincelar
| açúcar mascavado para salpicar
| amêndoa laminada q.b.

Método Tradicional:
Misture as duas farinhas com a manteiga num processador ou com as mãos, até obter uma mistura areada. 
De seguida adicione o óleo, as gemas de ovo, a água, o sal e o açúcar e misture muito bem até todos os ingredientes ficarem bem ligados. 
Amasse e forme uma bola, envolva em película aderente e leve ao frigorífico durante pelo menos 30 minutos.
Prepare o recheio. Coloque num tacho 1/3 das amoras, juntamente com o açúcar mascavado, a água, a canela e a raspa de 1/2 limão. Cozinhe um pouco até as amoras começarem a desfazer-se.
Entretanto misture o sumo de 1/2 limão com o amido de milho e junte esta mistura às amoras. Adicione as restantes amoras e cozinhe alguns minutos. Reserve, deixando arrefecer.
Pré aqueça o forno a 180ºC.
Numa superfície enfarinhada, estenda a massa com o rolo até uma espessura de cerca de 4mm. Com um cortador, ou recorrendo à ajuda de uma taça redonda, forme 4 círculos com cerca de 15 cm de diâmetro cada.
Distribua as amoras pelos 4 círculos e puxe a massa para dentro e com os dedos faça pressão, formando vários bicos. Pode dar o formato que quiser, podendo até usar formas de tarteletes.
Pincele as tarteletes com gema de ovo batida, salpique com açúcar mascavado e amêndoa laminada a gosto.
Leve ao forno cerca de 20-25 minutos ou até que a massa comece a ficar dourada.
Sirva com gelado, crème fraîche ou mesmo com hortelã picada.

Método Thermomix - Bimby:
Coloque no copo as farinhas e a manteiga em pedaços e programe (20seg/vel4).
Adicione o óleo, as gemas de ovo, a água, o sal e o açúcar e programe (20seg/vel4).
Retire para uma bancada, amasse e forme uma bola. Envolva em película aderente e leve ao frigorífico durante pelo menos 30 minutos.
Coloque no copo limpo, 1/3 das amoras, juntamente com o açúcar mascavado, a água, a canela e a raspa de 1/2 limão. Programe (5min/100ºC/vel Colher Inversa).
Misture o sumo de 1/2 limão com o amido de milho e junte ao preparado anterior. Adicione também as restantes amora e programe (5min/100ºC/vel Colher Inversa). Reserve, deixando arrefecer.
Pré aqueça o forno a 180º C.
Numa superfície enfarinhada, estenda a massa com o rolo até uma espessura de cerca de 4mm. Com um cortador, ou recorrendo à ajuda de uma taça redonda, forme 4 círculos com cerca de 15 cm de diâmetro cada.
Distribua as amoras pelos 4 círculos e puxe a massa para dentro e com os dedos faça pressão, formando vários bicos. Pode dar o formato que quiser, podendo até usar formas de tarteletes.
Pincele as tarteletes com gema de ovo batida e salpique com açúcar mascavado e amêndoa laminada a gosto.
Leve ao forno cerca de 20-25 minutos ou até que a massa comece a ficar dourada.
Sirva com gelado, crème fraîche ou mesmo com hortelã picada.


21 comentários:

  1. Ficaram com um aspecto diferente, e ao mesmo tempo lindas e originais! Eu adorei, e devem ser uma delicia :)
    -
    Diogo Marques
    Blog: A culpa é das bolachas! | Facebook | Instagram
    -

    ResponderEliminar
  2. Ei tambem adoro comer tomate como s fosse uma maca!!! E acho que comia essas tartletes toda contente!!!
    Beijinhos,
    Susana

    ResponderEliminar
  3. Lindas, lindas! Estou aqui a sonhar com elas!
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Olá,

    Que lindas ficaram as tuas tarteletes e com esses ingredientes só podem ter ficado divinais.
    Adoro o verão e a fruta nesta altura.

    Beijinhos,
    Clarinha

    http://www.receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Olá Célio :)
    Estas tuas tarteletes ficaram mesmo amorosas e... gulosas.
    Adorei.
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Sou mais uma pessoa de Outono, mas concordo que o Verão efectivamente nos fornece as frutas mais deliciosas, e os tomates mais saborosos! E igualmente saborosas serão essas tartes, que ficaram lindas!

    ResponderEliminar
  7. Adoro o Verão por causa dos deliciosos frutos e legumes que ele nos dá!
    Durante a minha infância não havia férias grandes em que eu não fosse apanhar amoras. Este ano também já fui apanhá-las, pois gosto de comê-las com iogurte ou em bolos.
    As tuas tarteletes deram-me vontade de ir apanhar mais porque têm um aspecto delicioso. Ainda por cima parecem ser tão simples de fazer! Parabéns por mais esta receita!
    um beijinho

    ResponderEliminar
  8. No verão é mesmo uma fartura....fico tão indecisa quando estou a planear uma receita...são tantas as frutas e ideias...adoro!
    E as amoras...que maravilha é a colheita, mesmo viciante. As tuas tarteletes estão tão lindas, mimosas e suculentas...ai que tentação!
    Bjinhooos

    ResponderEliminar
  9. Célio, Eu também doro o vergão e as frutas de verão e estas tuas tartes, amei tanto, que vou fazer amanhã, em grande, com aquelas amoras silvestres do insta, para levar para um almoço de amigos.
    Obrigada também a ti pelas tuas partilhas sempre enriqueceras.
    Beijinhos e bom fim de semana,
    Lia.

    ResponderEliminar
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  11. enriquecedoras...
    ai que preciso de erratas para comentários...
    lol

    ResponderEliminar
  12. Ummmm que delicia¡¡¡¡¡ me encanta tu blog, me quedo siguiendote y te invito a visitar el mio, besos

    ResponderEliminar
  13. Olá Célio.
    Fiquei fã destas tartes. Adoro amoras e estão tão apetecíveis!!!
    Adorei!!!!!
    Beijo

    ResponderEliminar
  14. Hola, soy Francesca y yo soy italiano. Encontré tu blog por casualidad y me encantó. Hay un montón de buenos e interesantes recetas. Yo soy uno de sus seguidores. Si quieres seguirme también. Gracias.

    ResponderEliminar
  15. Olá Célio!
    Adorei, estas pequenas obras de arte, de sabores! Tudo muito bom Célio. Parabéns.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  16. Quiero entregarte el premio Indalo por tus seguidores y tus buenas recetas, después tu se lo puedes entregar a quien tú quieras eso si que cumpla los requisitos. Aquí te dejo el enlace para que lo recojas.
    http://cocina-trini.blogspot.com.es/2012/10/premio-indalo-de-bronce-indalo-de-plata.html

    ResponderEliminar