Pão de Banana, Aveia e Framboesa


Agosto está praticamente a chegar ao fim e muito sinceramente não vai deixar saudades. Este não foi um Agosto feliz. Gosto de saborear o Verão devagar, de aproveitar pausadamente todos os momentos, de coleccionar memórias felizes. Mas os últimos dias foram tudo menos isso. Daí a minha ausência, quer do blog quer das redes sociais. Existe toda uma vida real que se sobrepõe ao blog, existem acontecimentos que nos afectam e ocupam a cabeça, varrendo qualquer inspiração ou a vontade de andar enfiado entre tachos, fogões e panelas.

O mês começou com obras cá em casa. Durante praticamente duas semanas o caos instalou-se entre pinturas, desarrumações, objectos espalhados pela casa e pó, muito pó. Entre o trabalho e a azáfama das obras recebo um telefonema da minha irmã a informar que o meu pai tinha caído e acabava de ser internado. O diagnóstico era grave, uma fractura na bacia e uma perna partida que exigiam uma operação urgente. Cheguei mesmo a temer o pior, pois não obstante o facto de ele já ter 74 anos de idade, ainda padece de artrite reumatóide crónica, uma doença que o está a afectar fisicamente e que cada vez o deixa com mais limitações, dependendo de terceiros para desempenhar algumas tarefas. Os dias seguintes foram passados entre telefonemas, algumas viagens à Figueira da Foz, onde ele ainda se encontra internado e muitas preocupações. Entre exames, alguns casos mais urgentes que passaram à frente dele e desculpas com falta de médicos, ele esteve sete dias em sofrimento, à espera de ser operado. Sei que ele se faz mais forte do que é na realidade e sei que não gosta de partilhar a sua dor. Mas ela esteve lá a atormentar-lo e sei que para ele é um inferno estar hospitalizado e longe das suas coisas.


Felizmente a operação correu bem. Neste momento está a recuperar e segundo os médicos e evolução está a ser favorável. Sei que não se avizinham meses fáceis para ele e a recuperação vai ser muito lenta e difícil. Mas também sei que ele tem muita força de vontade e vai querer voltar à sua vida normal o mais rapidamente possível. Quem o conhece sabe que não é pessoa de ficar parado, algo que abona a seu favor. Em breve ele vai ter alta e vai voltar para casa mas agora o meu receio prende-se com o facto de ele vir a ficar preguiçoso, passando muitas horas na cama. Com a doença que ele tem, o problema poderá agravar-se e ele poderá acabar por ficar acamado, necessitando de cuidados especiais. Agora só o tempo dirá, mas eu quero acreditar que ele vai recuperar bem.

Com todas estas preocupações, de repente olho para o calendário e vejo que o Verão está a passar rápido de mais. No meio de tudo isto ainda tive tempo para dar um pulo a Porto Covo, abraçar os meus sobrinhos que vieram de férias. Ainda tive tempo para matar saudades dos manos e dos sobrinhos, mas mais tempo houvesse. E ainda tive tempo para receber os amigos em casa, algo que me faz sempre feliz. Gostaria de ter vivido mais momentos destes, de partilha, de troca de afectos, de ter aproveitado mais o Verão, mas a vida é mesmo assim.


Agora é chegado o momento de fazer as malas e ir de férias. Deixar para trás o peso destes dias menos bons e rumar ao meu querido sul que sempre me recebe tão bem. Finalmente Setembro está a chegar e eu esperei tanto por estes dias. Anseio por desligar-me da rotina diária, esquecer todas as obrigações e finalmente viver o meu Verão, sem horários, sem pressas, sem objectivos. Aproveitar apenas todos os momentos, colecionar memórias boas e voltar aos sítios que me fazem sempre feliz. Não vou sem antes partilhar com vocês mais uma receita que me conquistou e que voltarei a repetir vezes sem conta. Estou cada vez mais fã destes pães doces com banana que tanto podem ser apreciados e degustados ao pequeno almoço ou ao lanche. A textura que a banana confere à massa é maravilhosa, resultando sempre num pão ou bolo fofo e macio. A receita tem ainda a vantagem de poderem substituir as farinhas por outras do vosso gosto, sejam elas integrais ou não. E em vez de framboesas que tal usarem as amoras que estão agora no seu auge de sabor?! Sejam felizes, cuidem de quem mais gostam e quanto a mim, estarei pelo Instagram com algumas partilhas e a promessa de voltar em breve. Até já!


Pão de Banana, Aveia e Framboesa
(receita adaptada da Chef Lorraine Pascale)

Ingredientes:
| 50 g de manteiga
| 50 g de açúcar amarelo
| 2 ovos, tamanho M
| 100 g de farinha de trigo integral
| 125 g de farinha de trigo s/ fermento
| 2 c. (chá) de fermento em pó
| 2 bananas maduras
| 125 g de framboesas
| flocos de aveia

Preparação:
1 . Pré-aqueça o forno a 180ºC e forre com papel vegetal uma forma rectangular com cerca de 22cm X 10cm.

2 . Numa taça larga bata a manteiga juntamente com o açúcar. Adicione os ovos, um de cada vez, batendo bem entre cada adição. 

3 . Junte as farinhas e o fermento e envolva sem bater demasiado. Com um garfo esmague as bananas e adicione ao preparado anterior, envolvendo com uma espátula.

4 . Por fim junte as framboesas e envolva delicadamente, por forma a que não se esmaguem.

5 . Verta a massa para a forma, alise a superfície com uma espátula e polvilhe generosamente com flocos de aveia.

6 . Leve ao forno pré-aquecido durante 50-55 minutos. Faça o teste do palito antes de retirar o pão do forno (deixe o pão arrefecer dentro da forma durante alguns minutos antes de desenformar e só depois desenforme e deixe arrefecer sobre uma grelha).

9 comentários:

  1. Ummmm, se me hace la boca agua, besos

    ResponderEliminar
  2. Hoje não venho aqui falar do que já sabes (receitas sempre maravilhosas, fotos lindas e delicadas). Não hoje venho aqui dar-te uma palavra de conforto, palavra de esperança e desejar que tudo melhore por aí e que o teu querido pai recupere rápidamente e dentro do que é possivel com a sua linda idade. Sei como é importante a força nestas horas, o carinho, o apoio pois vamos abaixo, queremos desistir de tudo mas vem uma palavra de esperança e com sentimentos de amor, para fazer todaa a diferença e aí seguimos, continuamos na luta pois sabemos que temos alguém que nos rodeia que se preocupa (falo de mim) mas falo também para o teu pai, para ti e familia. Força amigo e agora, que venha um calmo e doce Setembro e que recuperes dessa fase menos boa com essa pausa merecida. Nós cá te esperamos como sempre....

    ResponderEliminar
  3. Que belo aspeto tem este pão!!! Já para não falar na já habitual beleza das fotos ;)
    As melhoras para o pai, com otimismo e pensamentos positivos de que tudo se irá compor.

    ResponderEliminar
  4. Olá Célio!
    Todos atravessamos momentos menos bons, mas temos que os enfrentar porque eles nos fazem crescer e fazem.nos também ver o que é realmente importante na nossa vida. As melhoras para o teu pai! Descansa e aproveita bem esta pausa...
    Quanto ao teu pão, também já fiz a esta receita e adoro... Penso que vou fazer uma versão com amoras ou até mirtilos... nham...
    :)

    ResponderEliminar
  5. Olá amigo Célio,

    Já tinha notado a tua ausência, mas pensei que fosse por bons motivos!
    Espero que o teu pai recupere rapidamente e que tudo corra pelo melhor. Força para todos! Que o mês de Setembro seja repleto de bons e doces momentos como este lindo pão que aqui nos trazes.
    Beijinhos e aproveita bem,
    Paula G.

    ResponderEliminar
  6. Tem muito bom aspecto!!
    https://opecadomoraemcasa.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. As rápidas melhoras do teu pai, e umas boas férias para ti.
    https://bloglairdutemps.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  8. Inspirador como sempre.
    Rápidas melhoras do seu pai.
    https://sitiodosdoces.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. O pão ficou fantástico,...
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar