Bolo Rei sem Glúten


O natal simboliza a paz, a união e o amor. É uma época de tradições no que diz respeito à alimentação e por isso é celebrado em família, a maior parte do tempo à volta da mesa. Por estes dias cometem-se alguns excessos, pois não há quem resista às tradicionais rabanadas, aos sonhos, às filhoses, ao arroz doce e ao bolo rei. Se para muitos de nós o problema está em gerir o peso e as calorias ingeridas, para outros a preocupação é bem maior, principalmente no que diz respeito às sobremesas. Todos nós conhecemos ou temos alguém na família que sofre de doença celíaca. Para estas pessoas, que são alérgicas ou intolerantes ao glúten, comer um simples sonho pode tornar-se num verdadeiro pesadelo. A maioria das sobremesas tradicionais de Natal são feitas à base de farinha, com glúten, sendo por isso uma ameaça para quem não pode consumir esta proteína. 


Felizmente, hoje em dia já existem muitas opções e alternativas mais saudáveis, assim como farinhas que nos permitem preparar algumas sobremesas muito semelhantes às tradicionais. Por isso, sim, é possível ter na mesa de Natal uns filhoses sem glúten, rabanadas sem glúten ou até um tronco de Natal sem glúten. Até os tradicionais bolo rei e bolo rainha podem ser preparados na versão sem glúten, mantendo o mesmo sabor de sempre e permitindo a quem é intolerante desfrutar de um Natal sem glúten. Exemplo disso é este Bolo Rei sem Glúten que preparei em colaboração com o Alegro e que acompanha o artigo "Sobremesas de Natal sem Glúten". Neste artigo, que podem ler na íntegra aqui, falo desta doença que afecta já alguns milhares de portugueses e dou também algumas sugestões de sobremesas de Natal sem glúten.  

Aproveito para desejar a todos aqueles que por aqui passam e me leem, um santo e Feliz Natal, na companhia dos vossos familiares e amigos. Que esta seja uma quadra de paz e união, de reencontro e celebração. Comam bem mas com moderação e não se esqueçam nunca de serem muito felizes. Boas Festas!




(artigo escrito em colaboração com o site Alegro)

Sobremesas de Natal sem Glúten

Aproxima-se a passos largos a quadra festiva mais apreciada pelos portugueses, o Natal. Não se tratando apenas de uma celebração religiosa, este é também um momento de paz e reflexão, um momento de reencontro e celebração entre amigos e familiares. É tempo de agradecer e celebrar, de juntar a família e os amigos à volta da mesa da consoada.

Para quem sofre de intolerância ao glúten, a ceia de Natal pode tornar-se num verdadeiro desafio, sobretudo no que diz respeito às sobremesas, uma vez que as mais tradicionais são, na sua grande maioria, preparadas à base de trigo. A boa notícia é que existem inúmeras receitas de sobremesas de Natal sem glúten, que podem ser adaptadas das versões originais e que não irão comprometer a nossa saúde e bem estar. Mas já lá vamos.

O que é o glúten, afinal?!
O glúten  é uma proteína complexa que está presente em alguns cereais, como o trigo, o centeio e a cevada. A aveia, apesar de não conter naturalmente glúten, deve ser evitada, pois pode conter glúten por contaminação. 

Esta proteína, ao ser ingerida por algumas pessoas, provoca uma inflamação dolorosa e danos no intestino. Estes são os doentes celíacos, que sofrem de uma condição autoimune permanente e que não podem consumir ou mesmo tocar em alimentos que contenham glúten.

A abstinência total de glúten é o único tratamento eficaz para os doentes celíacos que devem evitar comer alimentos como pão, bolos, bolachas, biscoitos e alguns cereais. Felizmente já existem no mercado algumas alternativas de farinhas sem glúten que facilmente permitem adaptar as receitas mais tradicionais e desfrutar de deliciosas sobremesas de Natal sem glúten, para além do leite creme e do arroz doce, que por si só já não contêm glúten.

Sugestões de Sobremesas de Natal sem Glúten
Na sua grande maioria as sobremesas de Natal (...)

(leiam o artigo completo aqui)




Bolo Rei sem Glúten

Ingredientes:
| 130 ml de bebida vegetal de aveia
| 125 g de açúcar amarelo
| 2 ovos
| 75 g de manteiga
| 1 pitada de sal
| raspa da casca de 1 laranja
| raspa da casca de 1 limão                           
| 400 g de mistura preparada de farinhas s/ glúten (usei Nacional)
| 50 g de fécula de batata
| 30 g de fermento de padeiro fresco
| 200 g de mistura de frutas secas e cristalizadas
{para decorar}
| 1 gema
| 1 c. (sopa) de bebida vegetal de aveia
| frutas secas e cristalizadas qb
| açúcar pérola qb

Preparação:
1 . Amorne ligeiramente a bebida vegetal de aveia e coloque na taça de uma batedeira juntamente com os restantes  ingredientes, à excepção das frutas secas e cristalizadas. Amasse com o gancho durante alguns minutos até obter uma massa homegénea e um pouco pegajosa. Adicione as frutas secas e cristalizadas picadas e amasse a uma velocidade baixa, apenas para envolver (Caso opte por amassar à mão, aqueça a bebida e dilua o fermento nela. Numa taça larga misture os ingredientes secos com excepção das frutas, faça um buraco no centro e aos poucos vá adicionando os ingredientes líquidos e amassando com as mãos até obter uma massa homogénea. Junte as frutas e envolva na massa).

2 . Tape a taça com um pano e deixe levedar num local seco durante pelo menos 3 horas ou até que duplique de volume.

3 . Transfira a massa para uma bancada polvilhada com farinha de trigo sarraceno ou de arroz e divida a massa em duas bolas. Em cada bola faça um buraco no centro e com as mãos vá alargando a massa formando uma rosca (a massa ainda vai estar pegajosa, não caia na tentação de adicionar mais farinha, pelo que molhar as mãos com água ou azeite será a melhor forma de conseguir moldar a massa). Coloque ambas as roscas em tabuleiros de forno forrados com papel vegetal e deixe levedar durante 1 hora.

4 . Pré-aqueça o forno a 180ºC. Misture a gema de ovo com 1 c. (sopa) de bebida vegetal e pincele os bolos com esta mistura. Decore com as frutas secas e cristalizadas. Coloque também algum açúcar pérola e leve de seguida os bolos ao forno durante cerca de 30 minutos ou até que comecem a dourar. Retire os bolos do forno, deixe arrefecer e sirva.







2 comentários:

  1. Que bolo fantástico Célio =) Feliz Natal! abraço

    De aprendiz a chef

    ResponderEliminar
  2. É bom saber que este bolo rei sem gluten vai fazer muitas pessoas felizes, perto das suas tradições e origens, respeitando a sua saúde! Que colaboração fantástica! Desejo-te a ti e familia um Natal muito Feliz!

    ResponderEliminar