Hotel Casa Palmela | Um Pequeno Paraíso na Arrábida


Estamos em pleno Verão e os dias quentes e compridos convidam a sair de casa, a quebrar a rotina e a aproveitar melhor o tempo em família, tirando daí alguma qualidade de vida. Sabe bem aproveitar o tempo bom que esta estação oferece e nada melhor que planear um fim de semana em família ou a dois e dar um passeio pelos belos recantos do nosso lindo Portugal. Foi isso mesmo que fizemos há cerca de duas semanas. Rumámos à linda região de Setúbal para passar um fim de semana longe da confusão e para "desligar" um pouco da vida quotidiana.

Percorremos a Estrada Nacional 10 que liga a vila de Azeitão à cidade de Setúbal e aos poucos íamos avistando as extensas vinhas, características daquela região, que produz o famoso vinho Moscatel. A escassos quilómetros de Setúbal, chegámos finalmente ao nosso destino, a Quinta do Esteval, na qual se situa o Hotel Casa Palmela. Este luxuoso hotel, o primeiro hotel de cinco estrelas da região de Setúbal, é formado por uma casa senhorial com uma história que remonta ao século XVII. Apresenta-se como "um dos segredos mais bem guardados do Parque Natural da Arrábida" e eu não poderia estar mais de acordo e sinto-me privilegiado por ter conhecido este segredo.

Chegámos a meio da tarde de uma sexta-feira com as temperaturas a rondarem os 40ºC. Confortáveis com o ar condicionado do carro, passámos o grande portão da entrada e percorremos o longo caminho ladeado de vinhas que nos levou ao edifício principal e assim demos início a uma experiência inesquecível. Quando saímos do carro sentimos o sol queimar-nos a pele e tudo o que queríamos era entrar no hotel, fazer o check-in, arrumar a bagagem, tomar uma bebida bem fresca e dar um mergulho na piscina, apreciando a deslumbrante paisagem.


Fomos recebidos com a maior das simpatias e após nos termos instalado no quarto a primeira coisa que fizemos foi abrir os cortinados e apreciar a extensa vista para a serra. A sensação foi a de estarmos num mundo à parte, um pequeno paraíso no qual apetece ficar para sempre. Fomos até ao SPOT tomar uma bebida, desfrutar um pouco da esplanada e apreciar aquela paisagem única e especial da Arrábida, com as vinhas a perder de vista e que tão depressa nos faz esquecer todos os problemas, convidando a aproveitar todos os segundos.

O calor era de tal forma intenso que não quisemos perder mais tempo para usufruir da piscina. Fomos trocar de roupa e aproveitámos o resto da tarde a dar uns belos mergulhos numa piscina acolhedora e perfeita para relaxar. Em redor, a nossa vista apenas alcança o verde intenso das serras da Arrábida e São Luís e o ambiente é de tal forma idílico que nos desligamos de tudo, sem darmos conta que ali tão perto está a cidade de Setúbal.


No meio da vinha e a escassos metros do hotel, avistamos o centenário sobreiro que se ergue formoso dando abrigo a um espaço bastante acolhedor, ao qual apetece ir no final do dia tomar uma bebida, trocar dois dedos de conversa e apreciar o por-do-sol que visto dali é ainda mais lindo. Este espaço dispõe de algumas mesas com cadeiras e redes de descanso nas quais apetece ficar deitado a relaxar e a ouvir o cantar dos passarinhos que com o aproximar da noite procuram os ramos das árvores para se aninharem. O melhor mesmo é não nos descuidarmos ou deixamos-nos levar pelo ambiente chillout e ainda acabamos por adormecer.


A Quinta do Esteval, na qual se situa o hotel é uma propriedade com 70 hectares de terreno, que pertence há várias gerações à família Palmela e que até já serviu de hospital durante as invasões francesas do século XVIII. É um belíssimo exemplar da arquitectura setecentista que ao longo dos anos foi sofrendo algumas intervenções de restauro. A casa principal foi reabilitada na década de 70, passando a ser desde então a residência oficial da família. Para além da casa senhorial com planta em forma de "L" e concebida como residência rural, encontramos ainda o extenso jardim que se articula numa concepção urbanística de grandiosidade e alusão claramente barroca. Para além da floresta, a principal ocupação da quinta é o cultivo da vinha e a pastorícia com o objectivo de obter o tão conhecido queijo de Azeitão e os não menos famosos vinhos da região da Península de Setúbal.

Rodeado de uma natureza deslumbrante, o Hotel casa Palmela é um hotel com história e que está  preparado para nos receber com o maior conforto, exuberância e luxo. Ali podemos testemunhar a herança das várias gerações daquela família, quer nos objectos expostos, quer no mobiliário que se encontra distribuído pelos três edifícios que formam o hotel. Para além do Palácio, que é o edifício principal, temos ainda a Casa da Piscina que noutros tempos já foi a casa do Forno de Pão, a Casa da Lenha e até o Salão de Jogos da família.  Existe ainda a Casa do Campo da qual fazem agora parte as espaçosas e aconchegantes suítes que permitem usufruir de todas as comodidades que o hotel tem para oferecer.


Uma outra característica deste hotel que está visível em quase todos os espaços comuns é a azulejaria tão típica daquela época e que mantém praticamente todo o padrão original. Um dos espaços no qual podemos apreciar os azulejos é a capela da família na qual estão reunidos vários objectos que remetem para a vida cristã. Devido aos seus azulejos e por manter a traça original do edifício, o hotel foi classificado de imóvel de interesse municipal e por estar localizado numa área protegida, o Parque Natural da Arrábida é distinguido como unidade hoteleira de turismo de natureza.


Acordar num sítio destes é como ter uma visão do paraíso. Poucos ruídos se ouvem para além do chilrear dos pássaros e das andorinhas que sobrevoam a piscina. Toda a envolvente do hotel transmite paz e serenidade e é tão fácil descontrair e encontrar a tranquilidade de um espaço que tem tanto de privado como de bonito. Ali estamos em contacto directo com a terra e sabe tão bem respirar fundo e absorver todo aquele ar puro da serra.

É chegada a hora de ir tomar o pequeno almoço. Este é servido no restaurante Zimbral, uma sala particular com uma vista deslumbrante sobre a serra, composta por abóbadas e que está aberta por três grandes janelas e com uma grande lareira ao centro. À nossa disposição temos para degustar um vasto e rico pequeno almoço continental do qual fazem parte vários tipos de pão, manteiga, mel da Arrábida, compotas caseiras, fruta variada ou bolo caseiro. É ainda possível pedir os ovos preparados no momento, que tanto podem ser fritos, mexidos ou em omelete e podemos também saborear o delicioso requeijão de ovelha DOP Azeitão.


O sábado amanheceu quente e por isso a seguir ao pequeno-almoço não perdemos a oportunidade de explorar a quinta e dar mais um mergulho na piscina, saboreando e apreciando com calma a paisagem serrana e os extensos vinhedos da casa. Não foi o caso, mas para quem preferir, o hotel oferece diversas actividades como passeios pedestres ou de bicicleta ou a cavalo no meio da natureza, que permitem descobrir vários recantos nos quais podemos degustar os sabores da região. É ainda possível usufruir de outras experiências como provas de queijos e vinhos da região, passeios de barco com almoço a bordo, ou pesca desportiva. Estávamos mesmo numa de relax, pelo que optámos por ficar no hotel e aproveitar todos os minutos para descansar e carregar baterias. 

Depois de uma tarde inteira de piscina chegou a altura de regressar ao quarto, tomar um duche e trocar de roupa para ir jantar. No restaurante Zimbral as mesas já estavam postas, optámos por escolher uma junto da janela e assim poder ainda aproveitar as cores maravilhosas do por-do-sol. Neste restaurante o lema é "saborear e gozar a vida" e cada refeição não é apenas mais uma refeição, é um regresso às origens, uma descoberta de novos paladares. A acompanhar a refeição, a vista, o ambiente descontraído, a simpatia de todo o Staff, a serra a recortar a paisagem e toda a natureza envolvente. Não é apenas uma experiência gastronómica, é mesmo um momento de partilha e emoções com a cozinha tradicional portuguesa como pano de fundo. A ementa é variada e a escolha não foi fácil, mas escolhemos as "Bochechas de Porco Preto á Mediterrânica com Tomate Assado e Migas de Coentros" e o "Arroz de Navalheira com Garoupa, Perfumado com Coentros". Para sobremesa não resistimos a uma densa "Mousse de Chocolate Belga com suas Pepitas e Flor de Sal" e a uma "Tarte de Pinhão com Mel de Rosmaninho". Sabores da região com produtos genuínos e de qualidade, de comer e chorar por mais.


Pelo hotel estão distribuídos 21 quartos amplos e suítes com áreas superiores a 20 metros quadrados. Existem os quartos Clássicos, os Premium e os Superiores com terraço e com uma vista privilegiada sobre a serra. Existem ainda as Suites e a Master Suite que é o quarto mais amplo e emblemático do hotel. Tem uma zona de estar interna separada do quarto e uma varanda para os jardins e serra da Arrábida. Foi durante muitos anos o quarto dos donos da casa, sendo por isso considerada a divisão mais nobre do hotel. A herdade foi adaptada para unidade de turismo e algumas das divisões que existiam antigamente foram agora convertidas em quartos e suítes. É o caso da antiga biblioteca, existente no edifício principal que é agora um quarto Deluxe com uma área de 37 metros quadrados e com uma vista deslumbrante sobre as vinhas. 

Recentemente foi inagurado o SPOT, um espaço que é muito mais que uma loja e que está aberto ao público em geral durante todo o ano. Ali encontramos produtos regionais, louças, e vinhos da região. É o espaço ideal para fazer provas de vinhos, beber um copo de vinho Esteval Private Collection, um chá, café ou sumo de laranja, deixar-se ficar na esplanada e descontrair. O SPOT é um longe bar onde apetece estar e onde as conversa são intermináveis e se prolongam noite dentro.


O Hotel Casa Palmela é um projecto do grupo Once Upon a House, que detém, em Lisboa, o boutique Hotel Alecrim Ao Chiado e os apartamentos Alfama Yellow House.
Quinta do Esteval, EN 10, Km 33,5 - Setúbal
Tel: 265 249 650

Sem comentários:

Publicar um comentário