Queques de Bolo Rei


Uma das muitas coisas boas que aprendi e que ainda hoje coloco em prática, fruto da boa educação que os meus pais me deram, foi aprender a não desperdiçar nada. Mesmo nada. Um frasco de vidro com legumes de conserva, uma caixa de cartão, aquelas embalagens bonitas com as edições limitadas dos perfumes, as latas das bolachas e dos chocolates, as revistas (ui, tantas!!!), e até (pasmem-se!) as caixas de ovos vazias eu guardo. Tudo pode ter um segundo aproveitamento. Claro que a maioria das vezes são mesmo coisas inúteis e acabam por ir parar ao lixo, mas isto só depois de os armários começarem a não ter espaço e de eu receber a terceira ameaça de ordem de despejo... eheh! ☺
Mas falando mais a sério, no que diz respeito a comida sempre aprendi a poupar e nunca desperdiçar restos. As cascas das batatas, das abóboras e da fruta, os restos dos vegetais, tudo era aproveitado ou para dar como alimento aos animais ou então era usado como lixo orgânico para fertilizar as terras de cultivo. Nas refeições propriamente ditas também era assim, se haviam sobras, ou eram servidas numa próxima refeição ou eram usadas numa nova receita. Isto tudo para dizer que a receita de hoje é, precisamente, feita de aproveitamentos.


Cá em casa não somos muito apreciadores do tradicional Bolo Rei, pelo que procuramos sempre alternativas na quadra do Natal. Mas o meu pai insiste, ano após ano, em oferecer um Bolo Rei aos filhos. É uma espécie de tradição da qual ele já não consegue desfazer-se. Confesso que me dou por satisfeito se comer uma ou duas fatias e não podem ter demasiada fruta cristalizada. Ao terceiro dia o bolo já começa a ficar seco e sem graça. Sim, eu podia congelá-lo e comer mais tarde. Mas conhecendo-me bem chegávamos ao próximo Natal e ainda havia Bolo Rei a ocupar espaço no congelador. Daí que a partir das sobras do Bolo Rei, desenvolvi esta receita.

Hoje celebra-se o Dia de Reis, que por sinal aqui em casa é também a data em que de desmancha a árvore de Natal e se dão como encerradas as festas. Achei que estes Queques de Bolo Rei seriam perfeitos para assinalar a data. Bastou-me adicionar mais alguns ingredientes às sobras de bolo e em poucos minutos tinha uma receita pronta a ir ao forno. Podia dizer que são uns queques saudáveis, pois não acrescentei muito açúcar e usei iogurte natural e uma porção de farinha integral. Mas devido às frutas cristalizadas presentes no bolo, cujo teor de açúcar eu não consigo calcular, estes são uns queques normais mas ainda assim deliciosos, com uma textura fofa e perfeitos para acompanhar uma chávena de café ao pequeno almoço. No que respeita ao sabor, quem não souber que esta é uma receita de aproveitamentos de Bolo Rei, certamente que nem irá notar. Agora que já sabem o que fazer com as sobras de bolo aí em casa, toca a ir meter as mãos na massa.


Queques de Bolo Rei

Ingredientes: (para 10-12 queques)
| 300 g de sobras de bolo rei
| 75 g de manteiga
| 80 g de açúcar amarelo
| 3 ovos
| 1 iogurte natural
| 100 g de farinha de trigo integral
| 1½ c. (chá) de fermento em pó
| ½ c. (chá) de bicarbonato de sódio
| 70 g de nozes grosseiramente picadas
| flocos de aveia q.b.
| arandos desidratados

Preparação Tradicional:
Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Coloque o bolo rei em pedaços num processador de alimentos e pique durante alguns segundos até que fique com uma textura areada. Reserve.
Bata a manteiga juntamente com o açúcar até obter uma mistura esbranquiçada.
Junte os ovos e bata mais um pouco até estes incorporarem.
Adicione o iogurte e sem deixar de bater junte aos poucos o bolo rei, a farinha, o fermento e o bicarbonato.
Bata até que todos os ingredientes estejam bem ligados.
Adicione as nozes e envolva com uma espátula.
Distribua a massa pelas formas de queques e espalhe sobre ela alguns arandos desidratados e flocos de aveia.
Leve ao forno cerca de 20-25 minutos ou até que os queques comecem a ficar dourados.

Preparação Thermomix - Bimby:
Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Coloque no copo o bolo rei partido em pedaços e programe (10seg/vel9). Retire e reserve.
Coloque a manteiga e o açúcar no copo e programe (2min/37ºC/vel2).
Adicione os ovos e programe (1min/vel3).
Junte o iogurte, o bolo rei, a farinha, o fermento e o bicarbonato e programe (20seg/vel4).
Adicione as nozes e envolva com a espátula.
Distribua a massa pelas formas de queques e espalhe sobre ela alguns arandos desidratados e flocos de aveia.
Leve ao forno cerca de 20-25 minutos ou até que os queques comecem a ficar dourados.

18 comentários:

  1. Deve ser mesmo uma mania dos papás. Não que ele me ofereça, mas faz questão que na mesa do Natal haja um bolo rei! Ele nem come, mas tem de estar lá a acompanhar os pinhões, nozes amêndoas e todo o tipo de frutas cristalizadas, desde a abóbora à ameixa, pêra, alperce, ginja... eu sei lá! Coisas boas que o Natal trás e que depois ficam as culpas, certo? :-)
    Boa ideia e com culpa reduzida ;.)
    Beijinhos e bom 2016
    C

    ResponderEliminar
  2. Também acho que não se deve desperdiçar nada, aproveito tudo, tudinho! E esses queques são uma prova disso! Parecem ótimos! Infeliznente (ou felizmente) cá em casa nunca sobra bolo rei para os fazer! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito interessante a tua reutilização/reinvenção do bolo rei :) Abraço e feliz 2016 :)

      Eliminar
  3. Adoro Bolo Rei e esta versão em queques ficou fantástica,...adorei,....
    Feliz Dia de Reis :)
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    http://strawberrycandymoreira.blogspot.pt/
    www.facebook.com/omeurefugioculinario

    ResponderEliminar
  4. Olha, cá em casa só o maridão gosta de Bolo Rei... e eu faço questão de o ter na mesa durante a quadra. Resultado? 3 sobras de 3 Bolos no congelador feitos esta quadra, de dia 24 a 31, ehehehe. Esta tua receitinha veio mesmo a calhar e vai ser posta em prática muito em breve, me aguaaaaaaaarde! :)
    Bjo enorme e um Dia de Reis feliz!

    ResponderEliminar
  5. Adorei a ideia Célio, desperdiçar é mesmo mau governo, e esta sugestão que dás deve ser uma delícia!
    Beijinhos e bom ano!
    Ana Costa || Petiscana

    ResponderEliminar
  6. Olá Célio. na minha casa também aprendi a não desperdiçar nada , o que é sempre boa "política". Adorei a transformação destes teus bolos-rei. Ficaram lindos assim em doses individuais.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  7. Adorei!
    Que aspeto fabuloso!
    Aproveitar, costumo dizer que é o meu nome do meio :-D ...
    Hehe
    Este ano tambem sugeri uma forma de aproveitar o bolo rei que gica muito boa! Convido-te a dar uma vista de olhos no blog:-P
    Bjs
    Carla
    Cromas da Cozinha


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. deixo aqui o link http://cromasdacozinha.blogspot.pt/2016/01/tacinhas-do-rei-sobras-de-bolo-rei.html

      Eliminar
  8. Célio,

    Partilho da mesma "mania" de guardar tudo. Acho que poderá ser preciso e o resultado são realmente moveis atulhados. E sim para além dos fracos também guardo as caixas de ovos. Ficam lindas pintadas e recheadas com ovos de chocolate para oferecer na Páscoa.
    Quanto a esta tua ideia e a estes teus queques estão simplesmente apetitosos. Por aqui não houveram sobras de bolo rei, mas levo a receita para próximas sobras.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. parece-me uma delicia!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Que bela sugestão de aproveitamentos. Também, não sou grande apreciadora de bolo rei, prefiro o rainha. Gostei da sugestão. Parabéns pela receita.
    Bjinhos!!!

    Tânia Tiago
    Bimby & Sabores da Vida

    ResponderEliminar
  11. Que ideia original (como sempre). Bom Ano, bjs

    ResponderEliminar
  12. Que ótima sugestão para salvar o bolo rei!!!
    Também é um bolo que está sempre presente na mesa de Natal , mas que vai ficando, normalmente faço torradas e acabo por comer tudo.
    Os meus filhos não apreciam por causa das frutas cristalizadas. Esta sugestão pode ser muito facilitadora. Bjs

    ResponderEliminar
  13. Célio, também por cá não somos apreciadores de bolo rei, contudo, a estes teus lindos bolinhos garanto-te que não dizia que não! ;)
    Ficaram lindos, super apelativos e mesmo a pedir uma trinca. Adoro essa aveia a espreitar.
    Aproveito para te desejar um excelente Ano, com tudo do melhor e imensa inspiração para nos continuares a deliciar!

    Bjinhosssss

    ResponderEliminar
  14. Ficaram lindos! Eu gosto de reaproveitar comida, mas caixas de ovos e isso não :P

    ResponderEliminar
  15. Eu também não sou apreciadora do bolo rei tradicional, confesso!
    Gosto do de frutos secos (o bolo rainha)!
    Quanto ao aproveitar, sou como tu! Até tudo estar cheio, nada vai fora! Tenho imensas caixas de ovos também! Deixaram de ter espaço em casa, andam na mala do carro para os dar à senhora que me vende os ovos caseiros, ou para irem para a minha avó quando for lá acima! eheh
    E quanto a comida, nunca vai fora! Há sempre maneira de fazer outra coisa, por vezes ainda mais saborosa!
    Ficaram lindos os teus queques! Muito bem aproveitado o bolo rei :)
    Devem ser tão bons :D
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  16. Olá Célio,
    que giro, quando te leio encontro muitas correspondências com a minhas infância e com a maneira como fui educada.
    Bolo rei antes detestava por causa das frutas, mas hoje em dia como uma fatia ou duas como tu e sabe-me bem.
    Acho que esta receita é excelente para aproveitar aquele bolo rei já seco e com dias. Ficaram lindos!
    Um beijinho. (e também tenho imensas caixas de ovos ahaha)

    ResponderEliminar